Política

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

Fernando Luiz Hoffmann é pré-candidato a prefeito de Trombudo Central pelo Partido Progressista (PP). Ele que já ocupou o cargo de chefe do Executivo de 2004 a 2008, explica que se candidatou novamente para poder fazer mais e acredita que pode trazer mais desenvolvimento para a cidade. Um dos planos para o mandato, caso seja eleito, é lutar pela geração de empregos.

De acordo com Fernando, o município precisa de novas oportunidades. Ele diz que trabalharia para que novas empresas se instalassem no município. “Quero trazer boas indústrias para gerar empregos. Vou lutar também pela ligação asfáltica entre Trombudo Central e Agronômica, é um trecho de aproximadamente cinco quilômetros por dentro que precisa ser asfaltado, além do Trevo, que é uma tentativa de 20 anos, de vários prefeitos”, afirma.
Ele destaca ainda que a Agricultura será bem atendida. “Será um dos nossos pontos mais fortes. Vamos colocar um secretário capacitado e não vamos deixar somente na mão de um diretor. A agricultura merece muito mais”, disse.

O pré-candidato atualmente é aposentado, mas possui um histórico na política e também na iniciativa privada. “Eu já fui diretor de uma das maiores empresas do município, desenvolvemos dois loteamentos para ajudar os empregados da firma. Desenvolvemos o loteamento da Lorenz que deu origem ao bairro Liberdade e o loteamento Lorenau para favorecer o desenvolvimento de Trombudo Central”, conta.

Em entrevista ao DAV, ele revela que o partido está definindo o nome do vice, mas que a princípio a sigla deve disputar as eleições com chapa pura e o mais indicado é Alvaro Melchioretto (PP). Alvaro já teve quatro mandatos como vereador e trabalhou por mais de 10 anos em secretarias municipais. “A gente se prepara e estamos dispostos a disputar a eleição de chapa pura, claro que se houver uma composição nós podemos abrir a candidatura de vice, mas não abrimos a situação de cabeça de chapa. O Alvaro teve a dignidade e avaliou que se for para abrir e melhorar a performance eleitoral, podemos estar colocando um vice de outro partido, mas é difícil. A princípio Alvaro vai compor a chapa”, contou.

Questionado sobre a força do partido, ele diz que o Progressistas tem grandes chances e pessoas qualificadas para assumir o Executivo. “Nós temos força e pessoas qualificadas para fazer tão bem quanto a Geovana faz e muito melhor, sem importar pessoas de fora, porque nós achamos que a nossa prefeita não é a prefeita. Então nós não temos uma prefeita, nós temos um cara de Pouso Redondo que não recebeu votos, mas manda em Trombudo Central”, comenta.

Fernando Hoffmann também foi candidato nas eleições de 2016 e teve 48,56% dos votos, mas foi derrotado pela atual prefeita Geovana Gessner (MDB). Ele diz que Geovana é uma boa pessoa, mas que teria falhado como administradora. Segundo o pré-candidato, Trombudo Central precisa focar na geração de empregos. “Independente de quem for o prefeito tem que lutar para nós não dependermos só das boas empresas que já estão instaladas. Precisamos de mais diversidade de empresas na nossa cidade”, finaliza.