Cidade
Foto: Indianara B. da Silva/DAV

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

O município de Rio do Sul recebeu do Governo do Estado a doação do prédio da extinta Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) e com isso não vai mais utilizar o prédio do antigo Fórum para abrigar a policlínica. O imóvel será vendido através de uma concorrência pública e uma nova estrutura de saúde será construída no bairro Canoas com investimento de cerca de R$ 11 milhões.

De acordo com o prefeito de Rio do Sul, José Thomé, o prédio do antigo fórum que iria abrigar a policlínica precisaria ser totalmente adaptado e com a doação do imóvel da ADR eles decidiram mudar os planos através de uma parceria com a Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí. “A doação será formalizada nos próximos dias para a Prefeitura de Rio do Sul e fizemos um acordo com a Amavi para construirmos uma nova estrutura de saúde em conjunto”.

Para a obra a Amavi vai aportar cerca de R$ 1 milhão no imóvel, que vai abrigar também o Centro de Imagem do Alto Vale, uma estrutura pública de saúde que deve beneficiar toda a região. “Hoje para fazer ressonância magnética muitas vezes somos reportados a Blumenau, para fazer Raio-X a maioria é privado e agora vamos ter uma estrutura pública de atendimento”.

O Centro de Imagem ficará anexo a nova policlínica que vai receber R$ 4 milhões da prefeitura que são resultado de economias no setor de Saúde, além de mais cerca de R$ 6,3 milhões que devem ser arrecadados com a venda do antigo fórum. “Com isso teremos uma nova policlínica que receberá investimentos em torno de R$ 11 milhões. Saímos de um projeto que estava prevendo adaptação para fazer um imóvel novo com um investimento muito maior e totalmente voltado para a área da saúde, num local estratégico nas questões de mobilidade urbana”, disse.

Thomé conta que o projeto é aterrar o imóvel da ADR em cerca de dois metros e o primeiro andar do imóvel da nova policlínica terá cota de enchente de mais de 17 metros. “Diferente da estrutura que temos hoje porque na enchente de 2011 tivemos água no acesso a rua Tuiuti, o que não vai acontecer nessa cota de acesso ao trevo Canoas pela BR-470. Foi tudo bem pensado e planejado e nos próximos meses estaremos apresentando o projeto”.

Agora o próximo passo da Prefeitura é encaminhar um projeto de lei para a Câmara de Vereadores para autorizar a venda do antigo Fórum. A ideia é inicia a construção da nova estrutura em 2022 e a previsão de entrega é para 2023.