Política

No município de Presidente Nereu, a Câmara tem cortado gastos para otimizar os recursos públicos, o enxugamento da máquina envolve o corte de gratificações e diárias na região. A medida tem sido aceita por todos os nove vereadores. Cinco deles são do PP, partido que está no comando do Legislativo e faz parte da bancada de situação, os outros quatro vereadores da oposição são do PMDB, PDT e PR.

O presidente da Câmara, Anilto de Souza, comenta que a relação entre as bancadas tem sido bem harmônica. Segundo ele, agora em pleno exercício a bandeira de todos é o município. “A gente não quer ter distorção entre situação e oposição, o nosso partido hoje é Presidente Nereu, para o município sair ganhando, a oposição está sendo parceira nossa, até inclusive os vereadores da oposição foram a Florianópolis buscar recursos com os deputados dos partidos deles, acho isso uma atitude louvável”, afirmou.

A boa relação entre as bancadas tem ajudado o Executivo na realização de ações para melhorar o atendimento à população, e acelerar o processo de recuperação de estradas, já que segundo Souza, o município estava em situação delicada quanto iniciou o mandato. “A gente pegou o município em situação bem caótica, as máquinas e as estradas estavam muito ruins, hoje nosso município está com as estradas acho que 90% recuperadas, com limpeza de barranco, macadamização”, disse o presidente da Câmara. “Tem bastante coisa no nosso município que está começando a aparecer”, acrescentou.

Entre os projetos que já passaram pela Câmara nesse início de nova Legislatura, estiveram propostas que envolvem economia e remanejamento de servidores. No Legislativo, também houve mudanças, uma delas foi a diminuição de gratificações.

Outra medida de contenção de despesa que foi adotada foi o corte de diárias para viagens a municípios da região, como os encontros e assembleias realizados pela União de Câmara e Vereadores do Alto Vale do Itajaí (Ucavi). “Eu como presidente não estou concedendo diária para ninguém, eu já viajei diversas vezes na região e não tiro diária, achei uma medida necessária para economizar, o momento é de economia, a gente quer fazer um trabalho transparente”, declarou.

Souza comenta ainda que o automóvel do Legislativo, também não está sendo utilizado para as viagens. “A gente está evitando sair com o carro da Câmara, para economizar bastante porque o dinheiro é público”, finalizou.

Albanir Júnior