Estado

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realiza durante esse feriadão a Operação Tiradentes. Os trabalhos de fiscalizações nas estradas federais que cortam Santa Catarina começaram na quinta-feira (20) e seguem até às 23h59 deste domingo (23).

Os policiais rodoviários federais concentrarão a fiscalização em locais e horários de maior incidência de acidentes e crimes, de acordo com estatísticas da PRF. O objetivo é diminuir o número de acidentes e consequentemente garantir segurança e fluidez do trânsito, através do controle do excesso de velocidade, ultrapassagens indevidas, de direção sob influência de álcool e da falta do uso do cinto de segurança.

A mobilização policial já executada na Operação Semana Santa será mantida: 16 policiais rodoviários federais de outros estados continuam em Santa Catarina, eles permanecerão no Estado até o fim do feriadão do Dia do Trabalho. Eles se juntam ao Grupo de Motociclismo Estadual (GME), ao Núcleo de Operações Especiais (NOE) e aos policiais do setor administrativo que vão reforçar o efetivo da pista.

Como em 2016 o feriado caiu em uma quarta-feira, não houve a Operação Tiradentes. Em 2015, o feriadão se estendeu até terça-feira, um dia a mais que a edição deste ano, por isso a PRF não pôde apresentar dados para comparar números de acidentes e vítimas.

Para este feriadão é esperado um fluxo menor de veículos em comparação com a Operação Semana Santa, realizada na semana passada. Os motoristas devem ficar atentos quanto à possibilidade de congestionamentos no retorno para casa, entre às 14h e 22h de domingo.

No último feriado da Páscoa, 66% das mortes em rodovias federais de SC foram registradas no último dia da operação. A PRF orienta os motoristas para que se programem antes de pegar a estrada. O planejamento deve levar em consideração o tempo de viagem, a hora prevista de chegada tanto no destino, quanto no retorno para casa, e os pontos de parada para alimentação, descanso e abastecimento do veículo.