Cidade
Foto: Divulgação

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

Com a proximidade da Black Friday, data em que estabelecimentos oferecem descontos bastante atrativos nos mais variados produtos, o Procon de Rio do Sul tem buscado orientar os consumidores para que não acabem caindo em golpes ou sejam enganados sobres os descontos oferecidos pelas lojas.

No ano passado cerca de 30% das reclamações registradas nesse período foram de propaganda enganosa. O diretor do Procon de Rio do Sul, Vanderlei Waldrich, comenta que a principal orientação para evitar problemas nesse sentido é a tradicional pesquisa. “A gente orienta principalmente a fazer pesquisas anteriores a Black Friday para saber se vale a pena mesmo a promoção. Tem algumas lojas que fazem a chamada ‘Black Fraude’ e o consumidor compra pela metade do dobro e acha que está fazendo um bom negócio”, disse.

Outra dica importante é fazer uma programação financeira e evitar compras por impulso que podem comprometer o orçamento familiar. “A recomendação é não fazer financiamentos para compras de coisas que não se precisa efetivamente, mas que se adquire por compra do marketing e da propaganda dessas promoções”.

Para compras feitas pela internet o consumidor deve redobrar a atenção. Vanderlei comenta que o consumidor jamais deve entrar em sites cujas propagandas foram enviadas pelo whatsapp, facebook e instagram. “Isso porque os criminosos estão aí e esses links direcionam para páginas falsas que são exatamente iguais as páginas oficiais, mas que infelizmente são golpes”, completa.

Nesse caso é importante entrar na página oficial do estabelecimento, verificar se a propaganda é verdade e avaliar também os prazos de entrega. “Isso principalmente para quem quer comprar presentes na Black Friday. Temos números bastante altos de reclamação na demora na entrega e o consumidor deve ficar atento”, finaliza.