Cidade
Foto: Divulgação

Cláudia Pletsch/DAV

Os 21 profissionais da Saúde cedidos pelo Município de Rio do Sul para atuar na linha de frente contra a covid-19 no Hospital Regional (HRAV) já iniciaram os trabalhos nessa semana. Sete médicos, 10 técnicos em enfermagem e quatro enfermeiros já atuam na enfermaria e UTI covid da unidade.

A parceria entre a Prefeitura, Hospital Samária, Federação dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Santa Catarina (Fehoesc) e Câmara de Vereadores que foi firmada no início do mês tem o objetivo de fornecer mais pessoas qualificadas para atendimento e desafogar a demanda dos profissionais que já atuam no HRAV.

De acordo com a secretária de Saúde de Rio do Sul, Roberta Hochleitner, os técnicos e enfermeiros passaram por treinamento na última quinta-feira (11) e iniciaram o atendimento nessa segunda-feira (15). Os médicos passaram por treinamento na segunda-feira (15) e iniciaram na terça-feira (16).
Roberta garante que todos os profissionais cedidos ao hospital estão cumprindo a mesma carga horária anterior, de seis horas, e puderam escolher em qual setor atuar. “Eles tiveram a abertura de escolher se ficavam nos leitos de UTI ou se ficavam na clínica de covid, então assim eles foram muito bem recebidos pelo Hospital Regional e tiveram a liberdade de escolher onde queriam atuar, ninguém foi obrigado a ficar em nenhum lugar. A gente tinha técnico e enfermeiro que gostava de ficar na UTI e ficaram na UTI por exemplo”, avalia.

O período pelo qual os profissionais ficarão atuando no HRAV vai depender do avanço da pandemia. “A intenção é que não chegasse ao caos como chegou no Oeste catarinense, que não ficasse paciente sem atendimento por falta de leito e pessoas, então essa parceria é fundamental para que a gente possa de alguma forma atender dentro das possibilidades pacientes de toda a região”, justifica.

Na última semana o Hospital Regional recebeu 10 respiradores e monitores do Estado e anunciou mais 10 leitos covid.

Com os profissionais atendendo no Hospital Regional o atendimento nas Unidades de Saúde teve que ser remanejado e as extensões foram temporariamente fechadas. Atualmente de acordo com Roberta oito médicos atendem nas 16 unidades e três médicos fazem atendimento nas segundas, terças e quartas na tenda da UPA. A equipe de técnicos e enfermeiros está se dividindo entre Unidade de Saúde e tenda atuando em um local por turno.