Cidade
Foto: Divulgação

Lançado em 2007, o Programa Saúde do Trabalhador de Rio do Sul, completa em abril, 15 anos de atuação, sempre levando para dentro das empresas locais, atendimento e coleta de exames que ajudam o funcionário a manter um cuidado constante com a própria saúde. Os números de consultas são expressivos ao longo do tempo e mostram que o programa tornou-se uma política pública fundamental para a atenção básica do município.

No período de 15 anos, foram pouco mais de 66 mil atendimentos e coletas de exames, em boa parte com pessoas repetindo o procedimento, pois muitas empresas reconhecem a importância de estarem com equipes de enfermagem realizando orientações de saúde. Em média, a Secretaria de Saúde visita em torno de 70 a 100 empresas por ano, dependendo do porte das inscritas. Somente no período da pandemia, os atendimentos foram interrompidos, mas restabelecidos após ajustes nos protocolos sanitários.

“É um programa pioneiro, que motiva prefeitos e secretários de saúde de outras cidades e até mesmo chamou a atenção do governo do Estado recentemente, pois é uma clara demonstração de levar saúde ao cidadão que precisa, mas que desconhece, ou não dá tanta importância à própria saúde pois está em um período de vida de grande dedicação ao trabalho, diz o prefeito José Thomé.
Programa ajuda a reduzir demanda em unidades de saúde

Com média de seis mil atendimentos anuais, o Programa Saúde do Trabalhador contribui com a redução da demanda de moradores de Rio do Sul em unidades de saúde, já que com exames regulares, o cidadão pode procurar os serviços médicos apenas quando é identificada alguma alteração em exames. E elas acontecem. Somente no ano passado, cerca de 540 coletas de sangue indicaram pré-diabetes ou diabetes.

A enfermeira Jodésia Conink, ressalta que muitas vezes, o funcionário que passa pelo exame não sabe que pode ter predisposição ou estar doente. “Identificamos muitos casos de pré-diabetes neste início de ano e então fazemos orientações sobre mudanças de hábitos que podem contribuir com a redução deste quadro, como alimentação saudável e exercício físico, já que não é o caso de realização de um tratamento de saúde ou uso de medicamentos”, explica. No caso da diabetes, é feita a sugestão para visitação a uma unidade de saúde, pois é necessário acompanhamento especializado para não agravar a situação.

A enfermeira destaca ainda que, em 2021, foram reiniciadas as coletas de exame preventivo de câncer para as mulheres. E até o momento, três alterações já foram identificadas. Com isso, casos que podem indicar doenças graves, se tratadas a tempo, podem representar significativo avanço para a melhoria da saúde da pessoa em longo prazo.

Programa é gratuito e atende empresas de todos os portes

No ano passado, 2.678 pessoas examinadas tiveram identificados casos de dislipidemias, como colesterol e triglicérides no sangue. E outros sete resultados deram alteração para marcador prostático, exigindo atenção por parte dos homens, pois pode ser benigno ou maligno. Novamente, dependendo da situação, o paciente é orientado a mudar hábitos de vida ou até mesmo procurar os serviços de saúde.

Ao longo dos 15 anos de atuação, o programa já trouxe diagnósticos variados para outras doenças, inclusive câncer e leucemia. De acordo com a secretária de Saúde, Roberta Hochleitner, o objetivo do Saúde do Trabalhador não é apenas identificar doenças nos funcionários atendidos, mas também alertar a população economicamente ativa a ficar atenta com relação à saúde e qualidade de vida. A visita na empresa não toma muito tempo do funcionário, já que há o momento de coleta de exames logo cedo, atividade física e, dependendo da situação, uma palestra sobre temas variados relacionados à saúde.

“Muitos empresários têm mostrado preocupação e procuram a coordenação do programa para realizar atendimentos, pois não desejam ver os funcionários doentes. Nós temos um posicionamento muito forte em relação à prevenção em saúde de cada pessoa, que esses atendimentos ajudam a ter uma população mais consciente e atenta”, reforça a secretária.

O programa é gratuito, aberto a todas as empresas, independente do porte ou setor. A inscrição e agendamento podem ser feitos na própria Secretaria de Saúde, pelo telefone 3531-1400.