Cidade
Foto: Divulgação

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

Um programa que facilita a vida da comunidade, salva vidas e tem se tornado referência nacional e inspiração para outros municípios. O Saúde do Trabalhador já atende em média sete mil pessoas por ano em Rio do Sul levando exames até as empresas e contribuindo para o diagnóstico de doenças dos colaboradores.

Só em 2021 já foram 68 empresas atendidas e mais de 2.300 trabalhadores beneficiados com diversos exames que incluem hemograma, glicemia, colesterol, triglicerídeos, ureia, creatinina, PSH e PSA, solicitação de mamografias para mulheres acima de 40 anos e preventivo. “A gente realiza a coleta na empresa, sem que os funcionários tenham que faltar ao trabalho e diante do resultado já fazemos o encaminhamento necessário”, explica a secretária de saúde Roberta Hochleitner.

Ela conta que se houver alguma alteração nos exames que não necessite de consulta médica, a equipe do programa faz as orientações necessárias. “Por exemplo, um colesterol alterado, que só com a mudança de hábito a pessoa já consegue baixar, a enfermeira e a técnica de enfermagem colocam um lembrete em cima do exame com a orientação do que o paciente pode estar fazendo e caso o paciente precise de orientação médica e acompanhamento o exame já volta para a empresa com a data da consulta agendada”.

Entre os problemas mais comuns descobertos estão colesterol alterado e diabetes, mas a secretária conta que recentemente uma trabalhadora beneficiada com exames de rotina oferecidos pelo programa descobriu uma leucemia. “A paciente não tinha nenhum sintoma e o hemograma deu bastante alterado e ela foi encaminhada ao hematologista e para fazer os exames necessários para o transplante e agora está aguardando”, lembra.

A paciente a quem ela se refere era a costureira Débora Santana Carvalho, de 29 anos. A mulher relata que sentia apenas cansaço e dores de cabeça em alguns dias, mas foi através do Programa que teve o diagnóstico que mudaria sua vida. “Achei que era só cansaço da rotina e a gente vai deixando. Fiz o hemograma através do Saúde do Trabalhador e deu muito alterado e me ligaram para repetir. Fiz novamente e já recebi o diagnóstico da Leucemia. Eles já me encaminharam para um médico e em uma semana eu já estava em tratamento em Florianópolis e acredito que o programa é muito importante porque descobri a doença graças a eles”.

Referência em Santa Catarina e no Brasil

Com tantos benefícios o programa que é desenvolvido em Rio do Sul já se tornou referência em Santa Catarina e até no Brasil e serve de inspiração para outros municípios. “Aqui no estado e em todo o Brasil não temos conhecimento de nenhum outro município que tenha um programa que leva prevenção e promoção em saúde dentro da empresa evitando que o trabalhador falte ou que acabe não cuidando da sua saúde. Já tivemos a visita de várias outras cidades que vieram conhecer o nosso programa. Recentemente tivemos Gaspar e temos sido referência para outros municípios”, finaliza.