Alto Vale
Foto: Divulgação

As atividades do Outubro Rosa, movimento internacional de conscientização para prevenção do câncer de mama, esse ano acontecem de uma forma diferente no Hospital Regional de Rio do Sul. Por conta da COVID-19 doença provocada pelo novo coronavírus as atividades serão exclusivas para as mulheres que fazem o tratamento no setor. Estão programadas palestras no momento que as pacientes recebem a aplicação, com os temas “A vida é da cor que você pinta” e “Orientações de atividades físicas ao paciente oncológico”, além de cursos de maquiagem e amarração de lenços.

A enfermeira Genalize Lorenzetti, responsável pelo setor de oncologia, adiantou que em razão das regras de isolamento social o hospital optou por realizar a programação no momento que o público alvo está acomodado em poltronas, recebendo quimioterápico. “Em razão da baixa imunidade dos nossos pacientes adotamos todos os procedimentos, com as atividades exclusivas dentro do setor”, acrescentou. Além da abertura nesta quinta-feira, a programação acontece nos dias 05, 13, 21 e 29. Somente durante o mês de agosto o setor de oncologia do Hospital Regional de Rio do Sul fez 190 atendimentos de pacientes com diagnóstico de câncer de mama.

A campanha Outubro Rosa reforça três pilares estratégicos no controle da doença, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca). São eles a prevenção primária, o diagnóstico precoce e a mamografia. A recomendação do Inca é o rastreamento para mulheres assintomáticas, a partir dos 40 ou 50 anos. A mamografia é o único exame, quando realizado de maneira sistemática, que leva a uma redução da mortalidade pelo câncer de mama.