Política
Foto: Divulgação/ arquivo

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

O PSDB de Rio do Sul, através do Diretório Provisório, anunciou que em 2022 deve apoiar a candidatura da deputada federal Geovania de Sá à reeleição. Já para deputado estadual a sigla informou que está avaliando a viabilidade política de alguns nomes da região e caso essas candidaturas não se mostrem possíveis, os tucanos devem apoiar os deputados Marcos Vieira e Vicente Caropreso.

O presidente do PSDB de Rio do Sul, Michel Rodrigo Santos, que assumiu a presidência em agosto, afirma que a nível federal a tendência é que todos os diretórios do Alto Vale apoiem a presidente estadual da sigla. “Isso em função do trabalho que a Geovania vem prestando em cada cidade. Em 2018 tivemos um revés nas urnas e em 2020 nos reencontramos. O Alto Vale do Itajaí foi a região que mais sofreu baixas e estamos num processo de reconstrução com novas lideranças em várias cidades e ela é fundamental para nós porque ela tem essa ideologia de reconstrução”, disse.

Sobre uma possível candidatura a deputado estadual ele comenta que o partido está trabalhando na viabilidade política de alguns nomes. “Temos nomes que não estamos divulgando ainda e todas essas pessoas estão passando por pesquisas para avaliar a viabilidade eleitoral. Tem partidos que querem apenas demarcar território, mas nós temos um pensamento bem diferente. Queremos um nome que tenha condições de se eleger. Não adianta colocar só para disputar e se queimar politicamente”, completa.

O tucano ressalta ainda que não acredita que somente candidatos do Alto Vale possam representar bem a região e cita o trabalho dos deputados estaduais Moacir Vieira e Vicente Caropreso, que poderiam ter o apoio da sigla em 2022, caso outro nome não seja escolhido. “Iremos, até o final do ano, definir se teremos candidato da região ou não, caso não tenhamos devemos apoiar o Vicente Caropreso e Marcos Vieira que fazem um excelente trabalho no Alto Vale, cada um nos seus municípios”.

Questionado sobre o voto regional ele declarou ainda que o partido preza pelo trabalho realizado pelos políticos e não pelo município de onde é o candidato. “Se um candidato, mesmo que de fora, tiver uma base eleitoral firme, ele pode fazer um excelente trabalho da mesma forma. Hoje o PSDB tem 32 prefeituras no estado e que são atendidas por dois deputados estaduais que estão presentes em toda Santa Catarina, então estamos sendo assistidos, independente das cidades deles, por isso faremos a pesquisa com alguns nomes e se não houver viabilidade eleitoral a tendência é apoiar o Marcos Vieira e o Dr. Vicente, claro sem descartar um nome que possa surgir mais para frente”, finaliza Michel.