Alto Vale
Foto: Divulgação

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

O número de animais abandonados pelas ruas das cidades parece crescer a cada dia. Para evitar que aumente ainda mais, o Município de Vidal Ramos, através da Secretaria de Agricultura, Ramos realizou a 1ª Campanha de Castração de Cães e Gatos, dando prioridade para animais abandonados.

O evento aconteceu no pátio do Ginásio Karl Stoltenberg, no centro. Ao todo foram castrados 119 animais. Para tentar viabilizar o acesso de todos os interessados, os valores foram subsidiados, proporcionando que as pessoas castrassem seus animais de estimação por um menor valor.

O secretário de Agricultura, Flávio José Majolo, conta que nesta edição, a atenção foi para os animais abandonados nas ruas da cidade. Ele explica que estes cães e gatos ficaram em um canil para que recebessem os remédios e pudessem ser removidos os pontos no tempo certo. “Nós castramos esses animais e depois colocamos em um canil provisório por alguns dias para poder dar suporte a eles. Nós também estamos querendo estimular uma espécie de adoção comunitária, para que os animais não fiquem abandonados”, comenta.

O secretário afirma também que foi realizada uma campanha de arrecadação de tampinhas com alunos do 5º ano de uma escola da cidade e que o valor das vendas foi utilizado para compra de ração para esses animais. “Eles visitaram o canil e nós começamos a conversar com os alunos porque precisamos começar a conscientizar pelos pequenos. Incentivamos a adoção, incentivamos o cuidado, o carinho. Motivamos eles para que providenciem comida, água e um lugar para que possam dormir”, conta.

Segundo Flávio, a castração foi realizada gratuitamente em animais cujos donos faziam parte de algum programa do governo. Já os animais de até 15 quilos, o valor cobrado foi de R$70. De 15 kg a 25 kg o valor era de R$140.

Ele ainda afirma que iniciativas como esta são importantes para todo o município, principalmente para a saúde pública. “Vem aumentando muito e promover essas campanhas é uma questão de saúde pública porque evita que os animais contraiam doenças e até mesmo repassem zoonoses para os munícipes. Em breve deve ser feita outra campanha porque evita que eles se multipliquem e que esses animais que vão surgindo fiquem na rua. É triste ver esses animais na rua, passando fome, frio, revirando lixo. Sem contar a sujeira que faz na cidade. Castrar é uma ato de amor.”, finaliza.

Flávio esclarece ainda que aqueles que castraram os seus pets podem procurar a Secretaria de Agricultura para fazer a retirada dos pontos.