Alto Vale
Foto: Divulgação

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

Uma reunião discutiu a possibilidade de instalação de uma unidade do Bombeiros Voluntários em José Boiteux, já que atualmente as ocorrências do município são atendidas pela corporação de Ibirama. A definição, no entanto, vai depender dos dados apresentados em um estudo de viabilidade que está sendo elaborado.

O servidor Jair de Souza é bombeiro voluntário em Presidente Getúlio e afirma que o primeiro passo para essa tomada de decisão é o levantamento das ocorrências, que vai apontar há realmente uma demanda que justifique esse investimento. “Estamos fazendo esse estudo de viabilidade das ocorrências e vamos apresentar numa nova reunião na quarta-feira”, disse.

Ele revela que na primeira conversa o poder público se mostrou favorável a implantação, que segundo ele pode beneficiar toda a população. “Uma unidade dos bombeiros no município traria uma resposta mais rápida no atendimento, seja ele Incêndio ou atendimento pré- hospitalar. Mostramos os caminhos, que podem ser fáceis para que a população seja beneficiada com qualidade e rapidez. Nos próximos dias estaremos concluindo o projeto e apresentaremos para as autoridades do município, Defesa Civil, Bombeiro Militar e representantes do comércio”.

O secretário de Saúde de José Boiteux, Amarildo Moser, comenta que a proposta foi apresentada pelo próprio servidor, mas que por enquanto não é possível determinar se a instalação é viável. “A ideia é muito interessante, mas ainda não há nada definido. Vamos aguardar esse estudo oficial para verificar a viabilidade de implantação de uma sede dos bombeiros aqui, até porque isso demanda custos”.

Moser ressalta ainda que é preciso estudar com cautela os investimentos. “Tem que ter uma programação de onde vão sair esses recursos, até porque hoje a capacidade de investimento da prefeitura já está no limite e já temos dificuldade para manter a associação, a nossa estrutura de saúde que tem atendimento noturno. Esse também é um ano difícil para captação de recursos e tudo precisa ser analisado porque tem que ter a sede, material e treinamento de pessoal”, completa.