Alto Vale
Foto: Ribeirão Revólver hoje

Fortemente atingido pela enxurrada de dezembro, o Ribeirão Revólver, em Presidente Getúlio, passa por desassoreamento e reconstrução do leito. O serviço, realizado com recursos da Defesa Civil Nacional, já está 65% concluído.

A limpeza do local iniciou dos fundos do bairro Revólver em direção ao Centro. Desde fevereiro, máquinas realizam a retirada de entulhos, o enrocamento, que trata-se de um estrutura de pedra feita nas laterais para conter o barro, e a plantação de grama.

Através de recursos enviados pela Defesa Civil Nacional, outras obras estão sendo executadas em diversos locais. Após levantamento realizado pela Prefeitura, o município recebeu R$ 16,9 milhões. O valor está sendo aplicado também na reconstrução de pontes e bueiros, limpeza e desobstrução de vias e barreiras, contenção e recuperação de vias, além da recuperação de galerias e bota-foras (aterros).

O prefeito, Nelson Virtuoso, explica que o serviço iniciou pelos pontos mais urgentes. “Após a retirada de barreiras e limpeza e desobstrução de vias, foi dado início na desobstrução e recuperação do Ribeirão Revólver e paralelamente na reconstrução de pontes de madeira, usadas como único acesso para residências”, pontua.

Trabalhos prontos

Até agora, estão concluídas 19, das 25 pontes de madeiras que foram levadas pelas águas e trabalha-se na execução de quatro, das 10 pontes de concreto. A retirada de barreiras também foi finalizada. Por conta da enxurrada, houve o deslizamento em 18 pontos.
No momento, está sendo feito também o conserto da pavimentação da Rua Dr. Getúlio Vargas e da Rua Das Missões. Equipes seguem com a limpeza das vias, recolhimento de entulhos, reconstrução de pontes de madeira e concreto.

Para acompanhar o andamento dos trabalhos, a Prefeitura criou uma planilha, que pode ser encontrada neste link. O prazo para o término das obras é 16 de junho, seis meses após a tragédia.

Veja o antes e depois: