Alto Vale
Foto: Divulgação/Prefeitura de Rio do Oeste

Cláudia Pletsch/DAV

O município de Rio do Oeste decretou Estado de Emergência em virtude das fortes chuvas que provocaram alagamentos, queda de barreiras e deslizamentos em diversas comunidades no último domingo (24). Pontes e bueiros foram levados pela força dos 180 milímetros de chuva registrados em menos de duas horas e muitas casas ainda estão sem energia elétrica e água potável. Agora os trabalhos são voltados para a liberação de acessos a comunidades e a outros municípios.

A localidade de Anta Gorda foi uma das mais atingidas, por lá a SC-350 que liga o município a Taió ficou tomada pela lama. O coordenador da defesa Civil de Rio do Oeste, Josnei Moser, explica que a situação é crítica e que a prefeitura teve que fazer o aluguel emergencial de máquinas para trabalhar nos diversos pontos atingidos. “Ontem já foi feito o preenchimento dos papeis para decretar Emergência e a situação é crítica nessas regiões pois as barreiras que caíram são muito grandes, tem barreiras ali com 30 a 40 metros de comprimento e com cerca de 10 metros de altura. Muitas dessas barreiras estão na SC-350 que é do estado e que a gente não consegue mexer nelas, até pelo fato que é o estado que comporta com toda capacidade financeira. Além da SC-350 tem todas as nossas estradas nessas comunidades onde que a situação também é crítica”, ressalta.

Josnei conta ainda que algumas famílias tiveram que sair de suas casas temporariamente, mas que não houveram maiores complicações. Os prejuízos para o município e para os agricultores que também tiveram as lavouras atingidas ainda estão sendo contabilizados. “Que ficaram isolados foram sete famílias e que tiveram as casas invadidas pela lama foram três famílias mas nenhuma delas teve que ir para abrigos, tiveram que sair temporariamente para casa de amigos e vizinhos, desalojados sim mas só naquele momento, depois puderam retornar para suas casas”, completa.

Na manhã dessa sexta-feira (29) o prefeito Diogo Ferrari, anunciou nas redes sociais a liberação da SC-350 apenas para veículos de pequeno porte e ressaltou que agora busca recursos junto ao deputado Jerry Comper. “Ele já pôs à disposição o secretário da Defesa Civil do estado que já esteve com nosso coordenador de Defesa Civil Josnei Moser e estiveram nas comunidades de Sumidor, Alto Sumidor, Ribeirão Franzoi, São José e Anta Gorda batendo fotos e filmando toda a destruição”.