Alto Vale

 

O agricultor que pretende ser beneficiado pelo Programa Terra Boa, do Governo Estadual, precisa entregar na Epagri uma amostra de terra da lavoura, que vai para análise. Pensando em facilitar a coleta de solo e melhorar a eficiência do material encaminhado ao laboratório, a Secretaria de Agricultura de Rio do Oeste adquiriu seis trados.

Os equipamentos estão disponíveis para empréstimo aos agricultores do município. “A qualidade do laudo depende de uma amostra bem feita. Ou seja, a coleta de terra não pode ocorrer de qualquer jeito. Por isso, estamos orientando e colaborando com os produtores rurais da nossa cidade”, ressalta o secretário Dirceu Nones.

A análise do solo coletado é feita na Estação Experimental da Epagri de Ituporanga. Cada família tem direito a uma análise sem custo, subsidiada pela secretaria.

Desde o início deste ano, já foram distribuídos aos agricultores de Rio do Oeste 1.600 toneladas de calcário para correção de solo. Uma segunda carga, com 600 toneladas, também já começou a ser distribuída.


Imprudência nas pistas do Alto Vale

Ação promove a conscientização ambiental em escolas municipais

Economia é a ordem em Pouso Redondo

Incêndio destrói residência em Taió