Cidade
Foto: Aéreas Raphael Stuy

Reportagem: Kelley Alves

Santa Catarina ficou atrás apenas do Rio de Janeiro em criação de postos de trabalho durante o ano de 2021. A boa notícia é que Rio do Sul está entre as 20 cidades do estado que mais criaram empregos, ocupando a 15ª posição no ranking do Ministério do Trabalho.

De acordo com a análise do Observatório Fiesc, com base nos dados do Novo Caged, foram 1.993 empregos em 2021. O levantamento mais recente da prefeitura indica 16.579 admissões e 14.586 desligamentos, o que gerou um saldo positivo de quase 2 mil postos de trabalho com carteira assinada criados.

A posição da capital do Alto Vale, com melhor saldo de contratações em 2021, representa 1,19% do total em todo o estado. “É um feito e tanto, muito graças a contínua atividade empreendedora na cidade. O maior gerador de novos empregos em Rio do Sul no ano passado foi o setor de serviços, depois a indústria e o comércio. E é fácil perceber como as empresas estão contratando mais na cidade, visto que o número de novas empresas também cresceu. Foram quase dois mil novos CNPJs emitidos, o que prova a grande vocação para o trabalho de nossa cidade e que as políticas públicas de desenvolvimento e empreendedorismo tem dado certo”, comemora o prefeito, José Thomé.

Os setores que mais geraram saldo positivo de contratações foram o de serviços (988), seguido da indústria (595) e do comércio (363). Complementam ainda a construção civil (42) e a agropecuária (5).

Dados são usados para a edição de políticas públicas

O bom desempenho dos municípios catarinenses e a análise dos dados permitem que os administradores criem políticas públicas assertivas para o estímulo ao empreendedorismo, de acordo com a analista de negócios do Sebrae/SC, Soraya Tonelli.

“O Sebrae/SC, por meio do sistema de inteligência municipal Cidade Única, vem apostando na análise de dados como protagonista na criação de planejamentos públicos eficientes e que vão ao encontro das reais necessidades dos municípios catarinenses. Por meio do Programa Cidade Empreendedora, estamos trabalhando com as lideranças públicas para fortalecer o ambiente de negócios do nosso estado e fazer com que dados positivos, como esses do Caged, sejam a regra no nosso estado, consolidando cada vez mais a força dos pequenos negócios e da nossa economia”, comenta.

Em Rio do Sul, os empreendedores contam com o Cidade Empreendedora, programa que incentiva ajuda ao empreendedor em diversas áreas, desde a regularização até o incremento do negócio.

Em 2020, foram 774 vagas positivas

A cidade criou empregos mesmo em ano de pandemia e recuperou demissões no ano passado. “Os empresários sempre estiveram muito conscientes dos desafios impostos neste período. De abril a agosto de 2020, houve muito mais demissões do que novos empregos. Só que aos poucos todos foram se adaptando, entendendo a situação e fortalecendo as atividades mesmo na situação da pandemia, além da diminuição das restrições de trabalho, por exemplo. No final de 2020, o saldo de certa forma até surpreendeu, pois fechou positivo em 744 vagas positivas a mais do que demitidos”, contabiliza o chefe do Executivo.