Cidade
Foto: Helena Marquardt

Rio do Sul é considerada a 4ª cidade melhor administrada do país segundo pesquisa realizada pelo Conselho Federal de Administração, que criou o Índice de Governança Municipal (IGM-CFA). A capital do Alto Vale subiu quatro posições desde a edição do levantamento realizada em 2019. E entre os catarinenses, o município subiu da 2ª para a primeira colocação.

O ranking leva em conta grupos de cidades semelhantes em população e renda, sendo Rio do Sul agrupado entre aqueles com 50 mil e 100 mil habitantes e PIB per capita acima de R$ 23.379,00. Outras 177 cidades brasileiras se encaixam neste critério estabelecido pelo CFA.

O IGM-CFA de cada cidade é obtido pela média das notas em três áreas e que reúne ao todo 570 indicadores. Rio do Sul conquistou 8,56 no item “gestão”, 7,05 em “desempenho” e 8,52 em “finanças”. Com esses dados, a média final do município foi de 8,04, sendo o primeiro colocado entre os catarinenses e o 4º no país, considerando-se o grupo que a cidade se encontra.

Se analisados os dados totais, sem dividir por grupos, Rio do Sul é a 13ª mais bem avaliada no país e a 2ª no Estado. Jundiaí (SP), é a líder nacional e Joinville (índice de 8,05) o destaque catarinense.

O Índice CFA 2022 consiste em uma métrica da governança pública nos municípios brasileiros a partir de três dimensões: Finanças, Gestão e Desempenho. Para sua elaboração são considerados dados de saúde, educação, saneamento e meio ambiente, segurança, vulnerabilidade social, gestão fiscal, transparência, recursos humanos, planejamento, entre outras, referentes ao ano anterior.

O resultado mostra evolução em todos os quesitos para Rio do Sul, atribuídos a uma série de índices. “É o Brasil inteiro sendo diagnosticado pela ciência, pela técnica, por indicadores que retratem a realidade brasileira e não mais o achismo”, explica o diretor de Gestão Pública do CFA, Fábio Mendes Macêdo, ressaltando que são mais de 2,4 milhões de dados coletados das mais diversas fontes oficiais brasileiras como o IBGE, Perfil Munic, Datasus, Secretaria do Tesouro Nacional, Índice Firjan, entre outros.

O prefeito de Rio do Sul, José Thomé, comemora a colocação do município no ranking e que a gestão é fundamental para a melhoria nos processos internos e, consequentemente, nos resultados das políticas públicas para a população.
“Há muita análise de dados internos entre nossa equipe para propor soluções e serviços. E como percebemos, os resultados de Rio do Sul tem sido promissores. Não é a prefeitura dizendo que ela é bem administrada, mas sim o Conselho Federal de Administração, que tem credibilidade e demonstra através de ampla pesquisa, com todos os municípios brasileiros, quais os melhores caminhos para uma gestão cada vez mais eficiente”, comenta.