Cidade
Foto: Arquivo/DAV

Com o aumento da demanda por inovação e tecnologia, a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) e a Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe) criaram o Circuito Inova SC que tem como objetivo debater, apoiar e potencializar o ecossistema da Ciência, Tecnologia e Inovação. Ao todo serão 13 encontros em cidades diferentes e um deles está marcado para o dia 19 de novembro, na Unidavi, em Rio do Sul.

O primeiro encontro na quinta-feira (21) teve a participação do governador, Carlos Moisés da Silva, na Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), em Criciúma. Ele falou sobre a necessidade de estimular empresas para que o estado continue sendo referência em inovação.“Santa Catarina se destaca por seu espírito inovador e por transmitir essa inovação à ciência e tecnologia. O estímulo às empresas, ambientes de inovação, pesquisa e desenvolvimento transformam-se em elementos essenciais ao desenvolvimento do estado. Já somos referência em inovação e avançamos no caminho de conectar esses focos de desenvolvimento de tecnologia para um objetivo só, que é fortalecer a produção de conhecimento”, disse o governador Carlos Moisés.

Para o presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, o Circuito Inova SC é mais uma oportunidade de conectar os atores do ecossistema de CTI em diversas regiões do estado. “Conectar os atores do ecossistema de CTI de Santa Catarina é uma dos objetivos da Fapesc. Estes eventos, realizados em parceria com a Acafe, serão de extrema importância para aproximar governo, pesquisadores, empreendedores e sociedade em torno de discussões fundamentais para a sociedade catarinense, dando transparência na utilização dos recursos públicos.”

O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Luciano Buligon, também destacou a necessidade de unir forças para melhorar o desenvolvimento. “Juntos somos mais fortes. É uma expressão conhecida, mas que se aplica muito a nossa realidade. A integração entre a sociedade civil, a academia, o governo e as empresas preenche lacunas e fortalece o desenvolvimento. O Circuito Inova tem esse papel de unir as pontas e fortalecer ainda mais nosso ecossistema de inovação”.

De acordo com o reitor da Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc) e presidente da Acafe, Aristides Cimadon, a pandemia tem provocado um turbilhão de contratempos em muitos setores, ao mesmo tempo em que apresenta oportunidades. Por isso, o Circuito Inova SC vai incentivar em todos os meios o desejo de encontrar saídas para novos tempos de progresso e desenvolvimento. “Estamos em novos tempos, impulsionados pela exigência da inovação, pelo uso de variadas tecnologias e pela necessidade de parcerias permanentes entre o setor produtivo, universidades, governos e organizações da sociedade civil”, acrescenta .