Cidade
Foto: Arquivo/DAV

Durante o mês de setembro, Rio do Sul ampliou ainda mais o saldo positivo de novas vagas de trabalho com carteira assinada em 2021. Segundo o levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), ligado ao Ministério do Trabalho, de janeiro até setembro foram 2.453 oportunidades de trabalho criadas a mais do que o número de demissões.

O número coloca Rio do Sul como a 14ª cidade catarinense que mais gerou novos empregos no ano. E no Brasil, a capital do Alto Vale figura na 179ª colocação Neste ranking entre comparativos estadual e nacional, Rio do Sul permanece estável desde o começo de 2021.

O setor com maior volume de saldo de contratações foi o de serviços (1.092), seguido de perto pela indústria (1.008). O comércio segue em terceiro lugar (276).

Segundo o prefeito José Thomé, o bom momento na geração de empregos da cidade confirma o otimismo do empresariado com um reaquecimento da economia após o primeiro semestre de 2020, quando se iniciou a pandemia da Covid-19. Segundo ele, os empresários têm aproveitado as oportunidades, inovado e buscado ampliar atividades.

“Sabemos das dificuldades vividas e até maio do ano passado, o cenário era de pessimismo. Mas depois a página virou e desde então, há um amplo aumento no número de novas vagas de trabalho, salvo apenas um mês negativo desde o ano passado. Em 2021, todos os meses estão positivos, o que demonstra claramente que há vagas e oportunidades em diversas áreas”, salienta.

O prefeito Thomé ressaltou ainda o fato de que o número de empresas abertas em Rio do Sul está em franca expansão, ultrapassando a marca de 10,3 mil CNPjs ativos. Ele comemora ainda o fato de que alguns setores econômicos conseguirem o alvará de funcionamento em até um dia, facilitado pela redução da burocracia e incentivando a abertura de novos negócios.