Cidade
Foto: Helena Marquardt/DAV

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

Rio do Sul pode ter nos próximos meses um escritório da Polícia Federal para emissão de passaportes e atendimento de imigrantes em relação as questões de documentação. O avanço nas tratativas para a implantação do serviço ocorreu numa reunião do prefeito José Thomé em Brasília na semana passada.

O escritório seria instalado junto ao Centro de Atendimento ao Cidadão (CAC) no Prédio do Antigo Sine que fica ao lado do Ginásio Municipal. Para que a implantação realmente se concretize, a prefeitura se comprometeu a ceder um servidor de carreira que seria treinado para operar o sistema e trabalhar no local auxiliando nos atendimentos.

Para Thomé, a vinda dessa estrutura é totalmente necessária já que o Alto Vale conta hoje com cerca de 300 mil habitantes que atualmente precisam se deslocar para delegacias da Polícia Federal em Blumenau, Itajaí ou Lages, entre outras cidades, para fazer a emissão do documento. “Hoje somos reféns de Blumenau que fica a 100 quilômetros, de Lages que fica a 140 quilômetros e temos mais de 300 mil habitantes na região para atender, então existe uma demanda”, disse

Ele citou ainda que além dos passaportes outra questão importante é o atendimento dos imigrantes, já que a região recebe pessoas de diversos países que fixam residência no Alto Vale porque aqui encontram emprego com mais facilidade. “Temos bolivianos, venezuelanos e haitianos em grande quantidade trabalhando principalmente nas nossas indústrias, por isso da necessidade de ter um escritório que não só emita passaportes, mas que faça o atendimento de documentação de imigrantes”, defendeu.

O prefeito revela ainda que o que ficou acertado é que para a vinda dessa estrutura, Rio do Sul precisaria ter um policial federal à disposição em tempo integral. “Então ficamos de fazer um levantamento de demanda de imigrantes de todo o Alto Vale do Itajaí, com dados do IBGE dos 28 municípios e apresentar isso para a Polícia Federal em Florianópolis daqui a cerca de 30 dias”, comenta.

Agenda teve liberação de recursos para várias obras

As agendas em Florianópolis e Brasília, segundo o prefeito tiveram a liberação de verba para diversas obras importantes. Junto ao deputado Milton Hobus, ele diz que deu encaminhamento para a pavimentação da Rua Maranhão, que liga a Rua XV de Novembro ao bairro Boa Vista e também a Papa João XXIII que vai ligar o Fundo Canoas ao Progresso.

O político esteve ainda no Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) junto com o deputado Darci de Matos onde conseguiu a liberação de cerca de R$ 700 mil para a construção de uma quadra para a Escola Modelo Ella Kurt no bairro Rainha. Ainda na área da Educação, a viagem garantiu recursos junto ao deputado federal Peninha para a construção de uma nova creche no bairro progresso que vai abrir mais 240 vagas.