Cidade
Foto: Arquivo/DAV

Dados divulgados pelo Sebrae mostram que Indaial e Rio do Sul são os municípios brasileiros que registraram o maior número de atendimentos na Sala do Empreendedor em 2021. Indaial alcançou 14.873 atendimentos e Rio do Sul, 14.451.

As Salas do Empreendedor fazem parte do projeto Cidade Empreendedora, parceria do Sebrae com prefeituras de todo o Brasil. O objetivo é simplificar e agilizar o atendimento aos empresários, fornecendo um ambiente de negócios único, que pode ser procurado para resolver pendências. A tecnologia é ferramenta importante para garantir agilidade no trabalho e combater a burocracia.

“A tecnologia tem nos auxiliado na desburocratização, trazendo agilidade para a abertura de empresas, a prestação de serviços e a manutenção de demais atividades necessárias para quem busca empreender ou quer ampliar sua empresa”, diz o prefeito de Indaial, André Moser. Ele destaca a importância de estimular o empreendedorismo de forma permanente. “É assim que estamos  avançando. Desburocratizando serviços, implantando tecnologias e incentivando os empreendedores na abertura dos negócios e no crescimento das empresas”.

“Hoje, segundo o Mapa de Empresas publicado pelo Governo Federal em janeiro, conseguimos realizar a abertura da empresa em no máximo doze horas, período muito inferior ao visto na maior parte do País, que pode chegar em algumas cidades a 132 dias. Isso é possível graças ao nosso investimento em um software único, moderno, que possibilita maior agilidade e celeridade nos nossos processos”, diz o Secretário de Desenvolvimento Econômico de Rio do Sul, Paulo Fiamoncini.

Um dos motivos para isso, acrescenta, é o uso de um sistema integrado que reúne informações das diversas secretarias e órgãos. “O empresário vai até a Casa do Empreendedor e sai de lá com todas as respostas. Tudo está em um só lugar o que facilita a vida do empreendedor que não precisa passar por diversos locais, o que ocorria antes e representava um desperdício de tempo”.

Indaial e Rio do Sul têm em comum o uso de sistema de gestão que integra os diversos órgãos da administração municipal. “Usando a tecnologia em nuvem é possível ter acesso às informações em tempo real. Não é necessário que papéis fiquem sendo enviados de um setor para outro. Tudo é assinado digitalmente em poucos cliques. O resultado é mais eficiência, menos burocracia e agilidade no atendimento”, explica Elvio Meurer, gerente comercial da IPM Sistemas, empresa especializada no desenvolvimento de sistemas para gestão pública municipal que atua nos três estados do sul, em São Paulo e Minas Gerais.