Cidade

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

A prefeitura de Rio do Sul vai sortear 500 testes de Covid para moradores do município que não apresentam nenhum sintoma.  O formulário para concorrer ao exame está disponível até o dia 3 de agosto e os ganhadores serão avisados com antecedência  e farão o exame no dia 8 de agosto. A intenção é coletar mais dados sobre a contaminação por bairros.

O prefeito de Rio do Sul, José Thomé diz que o sistema de cadastro online é para fazer o processo da forma mais justa possível. “Será para pessoas assintomáticas que queiram se testar. A ideia é fazer um mapeamento mais amplo por bairro então vamos testar em torno de 1% da população ativa da cidade, que tem entre 18 e 59 anos, pessoas  que estão trabalhando, saindo de casa”, disse.

Até então o foco do Executivo era testar principalmente pessoas que apresentavam sintomas, seguindo o protocolo do Ministério da Saúde, mas agora a nova estratégia contempla o público em geral. “Para esse sorteio buscamos um entendimento junto ao Ministério Público para realizar esse formato que é um processo eletrônico totalmente justo”, garante.

Os testes rápidos para SARS-CO-V2, que identificam inclusive se a pessoa já teve o vírus mas está curada,  serão coletados em sistema drive-thru no pavilhão de eventos Hermann Purnhagen no sábado, dia 8 de agosto. O paciente vai receber o resultado por e-mail ou mesmo até por whatsapp.  “Estamos pedindo para que as pessoas apontem o seu bairro no cadastro para termos essa média de distribuição desse 1%”, afirmou.

Rio do Sul testa mais que média nacional

O resultado da nova etapa de testagem em massa pode trazer dados mais realistas sobre a contaminação na cidade. “Dados médicos apontam que temos muitas pessoas assintomáticas  e queremos ter esses números e com base nisso já fazer a análise se o paciente está com o vírus ativo”, esclareceu Thomé.

Ele afirma que até o momento Rio do Sul já testou 3,57% da população,  e se somados os moradores que ainda serão testados no dia 8 o número sobe para mais de 4,5% quando a média no Brasil não chega nem a 2%. Já a média em Santa Catarina é de 2,8%. “Já a média regional é de 2,68% e já passamos muito isso, então queremos manter um volume de testagem alto e será ainda maior para termos um controle de contaminados com maior eficiência”, conclui

O link para cadastro é:  https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfROi8IMBvQyr_aaOsiII6zS0leFV-vryHRiH0MB63aIUgVnw/viewform