Cidade
Foto: Divulgação

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

Após 12 anos de trabalho com crianças e adolescentes da região, ministrando palestras e diretamente envolvido com associações que cuidam destes jovens, o rio-sulense Patrick Munzfeld assumiu a vaga de conselheiro estadual titular da Associação Mover Caminhos (AMC-SC), em Rio do Sul. Para ele, essa é uma oportunidade de representar o município no Estado.

A Associação Mover Caminhos surgiu há quase 10 anos e atualmente trabalha com adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas em meio fechado da unidade de internação provisória do município. Neste sentido são realizadas palestras com temas de prevenção à violência, as drogas, e acesso a garantia de direitos sociais, tentando minimizar a internação precoce destes jovens, mostrando outros meios para a construção social.

Questionado sobre a nomeação, Patrick conta que foi através do Fórum Estadual do Direito da Criança e do Adolescente, devido aos trabalhos já prestados.

Ele ainda comenta que assumir o cargo de conselheiro estadual da AMC-SC é uma conquista e uma oportunidade de mostrar toda a experiência adquirida até o momento. “Estar representando o Alto Vale, assim como o estado de Santa Catarina no Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente é um privilégio da AMC-SC, é um privilégio meu enquanto gestor, administrador. Por todas as entidades que já passei, que está à frente, a gente deixa a marca registrada de um bom serviço, boa gestão e sempre pensando no bem estar da criança e do adolescente”, ressalta.

O conselheiro atua em 10 entidades governamentais e 10 não governamentais. Ele destaca que o trabalho é uma importante forma de mostrar para as crianças e jovens que eles são importantes. “É muito importante a gente ter essa representatividade aqui no Alto Vale, a gente vai fazer as fiscalizações nas entidades que atendem crianças e adolescentes e automaticamente a gente vai auxiliando nas demandas que precisam ser ajustadas nessas entidades. Vamos juntos somar, para fazer a diferença no Alto Vale e no Estado”, acrescenta.

Mulzfeld trabalha com crianças e adolescentes e entidades associadas há 12 anos. Há cinco anos ministra palestras preventivas nas escolas e instituições em todo o estado. Entre os temas abordados estão a prevenção, medidas socioeducativas, respeito, ética, cidadania e o poder e a confiança dos professores dentro das salas de aula.

Conheça a AMC-SC

Antes de chamar Associação Mover Caminhos, o grupo já existia com outras denominações, mas só em 2014, ela foi devidamente registrada. A Associação pretendia colocar todos os conhecimentos e vivências experimentais em ação, devidamente registrada como uma Associação sem fins econômicos, apartidária, livre e sem discriminação de qualquer natureza, de caráter social, assistencial, promocional, educacional e beneficente, sendo regida pelo seu Estatuto e pela legislação pertinente.

A AMC-SC vem realizando serviços de apoio, para o público de adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas em meio fechado, da unidade de internação provisória do município de Rio do Sul, bem como, interiorizados neste cenário, realiza palestras a conhecimento deste público temas de prevenção à violência, as drogas, e acesso a garantia de direitos sociais, tentando minimizar a internação precoce destes jovens, mostrando outros meios para a construção social.

Ainda na unidade de internação provisória, a AMC-SC desenvolve um projeto denominado Padaria Escola, ministrando o curso de técnicas em panificação, proporcionando não somente uma qualificação, mas também um aprendizado para vida, de forma a promover a autonomia social. Além deste serviço a AMC-SC auxilia a política pública de saúde e educação em um projeto denominado “Avaliando Saberes- Uma avaliação neuropsicopedagógica” que tem por objetivo atender a demanda reprimida das políticas públicas de saúde e educação, no que tange avaliações neuropsicológicas, promovendo assim, acesso a garantia de direitos e de desenvolvimento pleno de crianças e adolescentes de Rio do Sul. O projeto tem sua meta para 2021 atender cerca de 40 crianças.