Cidade
Foto: Divulgação

Vinicius Avancini e Alana Amorim, atletas da Fundação Municipal de Desportos (FMD) de Rio do Sul, conquistaram medalhas de prata no Campeonato Sul-Americano de Atletismo Sub-20 no final de semana. O evento foi realizado em Lima, no Peru. Esse é um dos resultados mais importantes da modalidade nos últimos anos.

Ambos os atletas foram revelados nas escolinhas de atletismo do município. Avancini conquistou a prata no arremesso do peso, ao fazer a marca de 17,31 metros, a melhor da sua carreira. Já Alana foi a segunda colocada na equipe brasileira no 4×100. Com o resultado os atletas têm direito a receber bolsa internacional.

Ambos integraram a Seleção Brasileira da modalidade e conquistaram os índices no Campeonato Brasileiro de Atletismo após se destacarem em suas provas. As duas medalhas ajudaram o Brasil a manter a hegemonia na competição. Novamente o país foi campeão geral. Na contagem final, a equipe brasileira conseguiu 40 medalhas, sendo 17 de ouro, 11 de prata e 12 de bronze. A Colômbia ficou em segundo lugar, com 25 (11, 8 e 6), seguida da Argentina, com 23 (8, 7 e 8).

Conforme Avancini, o resultado veio graças a muito esforço e trabalho. Ele destacou os protocolos da Covid-19 para realização do evento, já que os atletas ficaram confinados e passaram por testes para as disputas.

“É um período difícil para se competir, mas essa medalha tem um gostinho ainda mais especial, porque viemos trabalhando muito todos os dias, é treino e prática, correção de movimento, viagens longas. É uma sensação única conquistar uma medalha internacional pelo meu país, estar no pódio. Só tenho que agradecer meu treinador, minha família e todos que me ajudaram a chegar até aqui”, comentou.

Já Alana se disse emocionada pela conquista. Ela foi a primeira a competir no revezamento 4×100 pela equipe brasileira. “Não há como expressar ou falar muita coisa, é uma emoção muito grande. Uma alegria que poucas vezes a gente pode sentir. Essa medalha dá um ânimo e um impulso muito grande para continuarmos a treinar, a se dedicar. Agradecimento ao meu técnico Jeferson Bagatoli e todos que me ajudaram a chegar até aqui”, falou.

Rio do Sul sediou abertura do Circuito Catarinense de Tênis de Mesa

Mais de 230 atletas de 17 cidades do Estado estiveram em Rio do Sul no sábado para as disputas da abertura do Circuito Catarinense de Tênis de Mesa. O evento foi disputado no Ginásio da Metalúrgica, com supervisão da Federação Catarinense da modalidade.

Os melhores resultados da capital do Alto Vale na competição foi conquistado por Mahayla Sardá, que conquistou o ouro no infantil. Na super pré-mirim Maria Souza foi a segunda colocada, enquanto Gabriel Coelho ficou em quinto. No juvenil Marco Possamai foi o terceiro, mesmo resultado de Paulo Schlichting no sênior e Sara Pereira na categoria Lady. No adulto André Albuquerque foi quinto, enquanto Priscila Salvador ficou em segundo.
De acordo com o treinador Gilberto Sardá, o evento em Rio do Sul foi um sucesso e recebeu muitos elogios dos representantes da Federação Catarinense e dos dirigentes das equipes. Ele explicou que diversos itens do protocolo foram seguidos, inclusive podiam entrar no local de competição apenas pessoas testadas, o que garantiu uma segurança maior para os atletas.

“Provamos que com muita organização e trabalho é possível realizar um grande evento. Dá trabalho, exige empenho e concentração, mas estamos felizes com o resultado final em aspectos esportivos para nossos atletas e pelo que ouvimos de elogios, ainda mais por se tratar da retomada esportiva”, comentou.