Cidade, Esporte
Foto: Arthur Hoffmann

Após sete meses sem competir oficialmente, seis atletas da equipe de Ciclismo de Rio do Sul já estão em Mairiporã, no interior de São Paulo, se preparando para disputar o MTB Festival. A competição que inicia na sexta-feira (30) e segue até a segunda-feira (2) será válida pelo Campeonato Brasileiro de Mountain Bike, tendo a disputa de três títulos brasileiros de diferentes provas.

Com supervisão da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e pela União Ciclística Internacional (UCI), estarão em disputa as provas do Cross Country Olímpico (XCO), Short Track (XCC) e E-Bike. Seguindo todas as regras sanitárias, não haverá presença de público, além disso, para participar todos atletas obrigatoriamente precisam do exame de PCR para Covid-19.

Na entrada do evento, duas barreiras médicas serão montadas, uma para entrega do exame e a segunda para medição de temperatura. Após o encerramento das disputas, apenas três atletas subirão no pódio de cada categoria, para evitar qualquer tipo de aglomeração. Os tradicionais estandes de ativação dos patrocinadores e parceiros, neste ano, não terão montagem na arena.

Na prova de cross country, especialidade de alguns atletas rio-sulenses, serão cinco voltas de 4.560 metros, trajeto alternando subidas e descidas íngremes. Além do coordenador da equipe, Alair Xavier, também disputam a prova do cross country Gabriel Metzger (no sub-23), Eliz Mazola (elite feminino), Ian Maran (Júnior), David Guimarães (sub-23) e Gabriel Maran (Infanto Juvenil).

De acordo com o coordenador, mesmo com a pandemia, a equipe rio-sulense não deixou de treinar e se preparar para as competições, mantendo inclusive investimento nos atletas. Mesmo sabendo do alto nível técnico do evento, ele acredita em bons resultados. “É uma competição nacional, tem muito atleta qualificado, e de seis atletas nossos, apenas dois vão competir na Elite, o restante é tudo da base que estamos trabalhando para fazer a transição para o adulto, então estamos focando no futuro com esses meninos. Dificuldades pela paralisação todos vão enfrentar, detalhes pequenos como preparação, especialmente parte física, vão contar muito”, comentou Xavier.

A equipe de ciclismo de 2020 é patrocinador por Fundação Municipal de Desportos, Prefeitura de Rio do Sul, Royal Ciclo, Bike Connect, JMS Etiquetas, Crank Brothers, Spiuk, Continental, Fizi’k, Abus e Malhas Carlan.