Cidade
Foto: Helena Marquardt/DAV

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

Roberto Ferrari, ex-diretor do Hospital Dr. Waldomiro Colautti em Ibirama é o novo diretor do Hospital Samária em Rio do Sul. Em entrevista exclusiva ao DAV ele confirmou que a unidade passa uma auditoria para averiguar se houve alguma irregularidade em gestões anteriores e falou sobre o planejamento da instituição.

Ele comenta que como assumiu a unidade recentemente ainda está estudando toda a situação do hospital para fazer um novo planejamento estratégico . “Eu venho de uma realidade de hospital público e existem separações que preciso fazer e me adaptar. A rotina do hospital, a questão técnica tem muito a ver apesar da vocação diferente de cada um .Pretendo fazer um diagnóstico, avaliar o quantitativo de pessoal, os serviços que estão sendo prestados e aí vamos iniciar um processo para melhorar aquilo o que já é feito e para onde podemos ampliar visando a sustentabilidade financeira do hospital de acordo com aquilo que vamos oferecer a comunidade”, disse.

Atualmente o Samária conta com 30 leitos de saúde mental, clínica médica com leitos de retaguarda e um setor de geriatria e longa permanência, além do centro cirúrgico que hoje um serviço que traz um retorno financeiro significativo para a manutenção da unidade. Ferrari garante noentanto, que hoje o hospital está com toda a folha de pagamento em dia e não tem déficit financeiro, apesar de ser uma instituição filantrópica.

Questionado sobre a auditoria que está ocorrendo no hospital ele afirma que não pode dar mais detalhes já que não participou nem participa deste processo. “Essa saída da direção anterior não participei de absolutamente nada, inclusive quando ela saiu eu ainda estava como diretor do Waldomiro Colautti. O novo conselho que foi instituído pelo Presbitério, que é o órgão superior, é que está fazendo essas transição e está averiguando algumas situações”, ressalta.

Possibilidade de candidatura e gestão hospitalar

Apontado como um possível candidato a prefeitura de Lontras pelo DEM, Roberto Ferrari revelou que realmente pensou nessa possibilidade, mas que decidiu se dedicar exclusivamente  a gestão hospitalar e não vai disputar as eleições municipais. “Eu tive que tomar uma decisão na minha vida e ela foi bem segura, não tem prazo para terminar. Optei por seguir essa carreira da gestão hospitalar na qual me pós graduei e criei experiência, não só no hospital de Ibirama, mas circulando por várias unidades do estado e tenho certeza que o Hospital Samária tem um futuro muito promissor”.