Alto Vale
Foto: Arquivo/DAV

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

Depois de a Justiça Eleitoral ter indeferido a candidatura de Rogério Domingos (PP) nas eleições 2020 em Petrolândia, por falta de documentos, ele que já havia vencido o pleito colocou o nome à disposição novamente como pré-candidato ao comando do Executivo.  Déio, como é conhecido, afirma que caso seja eleito no dia 13 de junho, vai dar prioridade ao combate à pandemia e aos agricultores do município.

A homologação dos nomes dos candidatos a prefeito e vice ocorreu no final do mês de abril. Eles optaram por manter a chapa, comporta pelo Progressistas de Rogério Domingos e pelo Professor Selmo, do PSD.  Déio destaca que dessa vez a atenção aos detalhes será redobrada. “Na eleição de 2020 por um detalhe técnico que por falta de ser anexada uma certidão ao nosso registro como candidatos, a Justiça Eleitoral decidiu por indeferir o registro e anular o pleito, no qual nos consagramos vencedores. Eu e o professor Selmo somos ficha limpa, não temos processo, nem nada que desabone nossa conduta, motivo pelo qual foi decidido reeditar a mesma chapa para concorrer à nova eleição com atenção redobrada aos detalhes no que diz respeito à candidatura”, comenta.

O pré-candidato já possui um histórico na política. Além de ter sido eleito prefeito com mais de 50% dos votos nas eleições de 2020, quando teve a candidatura indeferida, ele trabalha há 30 anos como funcionário público. Foi vereador por três mandatos, nos anos de 2008,2012 e 2016.  “Tenho três mandatos de Presidente da Câmara Municipal nos anos como vereador e isso me credencia sim a ser pré-candidato a prefeito do nosso município”, pontuou.

Questionado sobre os desejos para a administração caso seja eleito, ele diz que a Agricultura, e a Saúde devem ser prioridades. “A nossa administração será pautada para todos, em todas as secretarias que temos para atender e trabalhar para as pessoas do nosso município. Nesse momento teremos que nos dedicar e não medir esforços para combater a pandemia que ainda não está controlada, não só aqui, mas em todo o país. Tenho uma vontade forte de trabalhar pela agricultura do município que gera um valor adicionado em torno de 80% da arrecadação, merecendo uma atenção especial. Pretendo buscar parcerias com o Governo Federal e Governo do Estado para desenvolver ações para subsidiar calcário para as propriedades, distribuir mudas nativas e frutíferas para recuperar áreas de solo degradados, montar um setor para ajudar os agricultores no preenchimento das notas fiscais de produtor rural no sistema eletrônico, criar patrulha mecanizada com os equipamentos necessários para atendimento ao agricultor, adquirir um caminhão para transportar esterco líquido”, avalia.

Para ele é preciso melhorar a coleta de lixo reciclável do interior do município e incentivar a agricultura familiar, além de melhorar  a genética do rebanho dos produtores de leite e carne através de aperfeiçoamento no programa de inseminação artificial do município e apoiar outras diversidades que diversificam a economia.

Além disso, ele expõe a necessidade que o município tem de crescimento e geração de oportunidades de trabalho.  “Também queremos trabalhar pela indústria e o comércio, com foco no desenvolvimento da nossa cidade, por consequência a geração de renda, de empregos para os munícipes”, pontuou.

O pré-candidato reforçou ainda a felicidade em poder concorrer novamente e agradeceu o apoio das pessoas. “A força em primeiro lugar vem de Deus, da família, amigos e com experiência própria na vida pública, muita vontade de administrar o município que escolhi para viver, com muita verdade e transparência, pois as pessoas merecem o melhor de nós”, completa.