Alto Vale
Foto: Divulgação

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

A “Rua Torta” de Rio Oeste já está praticamente pronta e a Funny Street, como foi apelidada a Rua Padre Fiorino, já tem recebido turistas de toda a região que estão indo até a cidade para conhecer a mais nova atração turística. O novo cartão postal deve ser inaugurado no próximo mês junto com outras obras.

O prefeito Humberto Pessati conta que atualmente a prefeitura trabalha nos últimos ajustes da Funny Sreet com a instalação do portal de entrada e de brinquedos para as crianças. “Ali temos um pátio que dá para fazer, então vamos colocar brinquedos para as crianças de até três anos, queremos que a rua fique o mais atrativa possível e seja interessante para visitantes e para os moradores de Rio do Oeste passearem”, completa.

Ele revela que os bancos já foram instalados na rua, a prefeitura já colocou a iluminação geral e plantou flores. Nessa etapa final eles trabalham ainda instalando a iluminação de Natal e depois disso a Funny Sreet estará pronta para receber os visitantes que já estão indo ao novo atrativo. “O que falta é tudo coisa rápida que devemos concluir nesta semana e poderemos inaugurar em dezembro com outras obras, vai depender mesmo da situação do Covid, mas ela estará finalizada. O visual já está muito bonito, especialmente a noite e convidamos todos a conhecerem”, conta.

A rua torta será um dos principais pontos turísticos de Rio do Oeste e do Alto Vale. Próximo do local também fica a igreja católica que já recebe visitantes durante todo o ano. Ao todo a Funny Street recebeu R$ 350 mil em recursos, sendo R$ 250 mil do Ministério do Turismo e R$ 100 mil em recursos próprios da Prefeitura de Rio do Oeste. A construção é inspirada na rua conhecida como Lombard Street em San Francisco na Califórnia.
O diferencial da rua está principalmente no formato, já que ela será construída toda em zigue-zague e decorada com canteiros repletos de flores e bancos para que os turistas possam sentar e apreciar a paisagem. A rua terá sentido único e será aberta apenas para veículos de passeio.

De acordo com o prefeito, a ideia surgiu a partir de uma viagem de férias que ele fez aos Estados Unidos. “Conheci a Lombard Street lá e me chamou muita atenção porque atraia uma verdadeira multidão de turistas, pessoas tirando fotos, fazendo ensaios de casamento e decidi criar um projeto parecido para Rio do Oeste que é uma ideia simples, mas que promete impulsionar o nosso turismo”, comentou.