Alto Vale
Foto: Divulgação

O município de Salete lançou nesta quarta-feira (6), a licitação para pavimentação asfáltica até a divisa com Witmarsum. A prefeita Solange Schlichting, conhecida como Chica, assinou o documento que autoriza a abertura do processo licitatório no valor de até R$ 8.345.643,52.
As empresas podem entregar a documentação exigida até o dia 6 de maio e o valor do processo é oriundo do Governo do Estado de Santa Catarina.

O trecho a ser asfaltado pela empresa ganhadora da licitação é de aproximadamente três quilômetros. Para isso ela terá um prazo de seis meses para execução do projeto. Além disso, são 10 dias para início a partir da ordem de serviço, seis meses para a execução e até 60 dias para recebimento provisório e definitivo.

A licitação exige que a empresa faça terraplanagem, drenagem, pavimentação asfáltica e sinalização horizontal e vertical da Estrada Geral Rio Luiz. Os pedidos de esclarecimentos e impugnações, segundo edital, deverão ser enviados ao e-mail: licitacoes@salete.sc.gov.br ou expediente@salete.sc.gov.br, dentro do prazo legal estabelecido, obrigatoriamente em formato digital, e contendo as informações dos dados cadastrais da empresa interessada no horário das 08h00min às 12h00min e das 13h30min às 17h00min.

Entre as justificativas para a obra, o edital destaca a implementação de qualidade do pavimento da rodovia que impacta diretamente o transporte rodoviário e economia da região. Com a obra, a pretensão é reduzir custos de transporte e otimizar o acesso à BR-470, maior canal de escoamento da produção na região Sul do Brasil, que conta com um fluxo intenso de veículos.

“A viabilização de outro acesso até a Rodovia BR-470 operacionaliza com qualidade o transporte, reduz o risco de acidente, oferece conforto e segurança aos usuários em seus entornos, e ainda beneficia outros municípios pela retirada de uma parte do fluxo de trânsito, reduzindo o risco de acidente e o desgaste natural da pista de rolamento, por haver um outro canal disponível para acesso”, diz justificativa.

Além disso, se considerado o investimento público a ser alocado e o retorno, será um novo canal de escoamento agrícola, industrial, proporcionando melhores condições ao desenvolvimento com a possibilidade de abertura de novas empresas, vagas de emprego e geração de renda. “Um velho caminho visto por uma nova perspectiva, oferecendo qualidade, segurança e melhorias significativas no setor de transporte”, justifica o edital.