Cidade
Foto: Helena Marquardt

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

Sem poder realizar a tradicional festa de São João Batista, que já teve 112 edições, mas precisou ser adiada novamente em virtude da pandemia, a Diocese de Rio do Sul está focando os esforços nas celebrações religiosas, especialmente as novenas que iniciam na sexta-feira (18) e seguem até a próxima semana.

O padre Fagner Pacheco explica que a novena a São João Batista deve movimentar toda a comunidade. “Como não temos como fazer a festa tradicional, como sempre fazíamos nos outros anos, vamos focar na parte da evangelização. Um dos trabalhos que estamos tentando divulgar é o dos noveneiros missionários”, revela.

O religioso conta que os noveneiros escolhem um dos dias das novenas para participar e recebem 11 envelopes com a oração de São João Batista e a programação da novela com seus temas. Eles devem então distribuir 10 envelopes como um convite para que outras pessoas possam participar. “Caso essas pessoas não queiram participar presencialmente também estaremos fazendo as transmissões diárias com todas aas reflexões e prestigiando o nosso padroeiro e conhecendo um pouco mais dessa devoção a São João Batista”.

No domingo (27) quando é celebrado o nascimento de São João Batista, ao final de todas as novenas haverá ainda um sorteio da uma imagem de Nossa Senhora Auxiliadora e outra de São João Batista. “Em 2021 não focaremos na parte festiva, mas mais no resgate desse trabalho missionário, até das pessoas que não estão vindo na missa por conta da pandemia, mas que podem acompanhar as celebrações  de forma virtual, um resgate de valores para a eucaristia”, finaliza.