Economia
Foto: Rafaela Correa/DAV

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

A Semana do Brasil iniciou nesta quinta-feira (3) e vai até o dia 13 desse mês. A iniciativa nacional foi desenvolvida pela Secretaria de Comunicação do Governo Federal em parceria com o Instituto para desenvolvimento do Varejo, a fim de melhorar as vendas no período em que se comemora a independência do país. O lema da campanha é “ Vamos em frente, com cuidado e confiança”. A ação envolve lojas de diversos setores, como alimentação, eletrônicos, eletrodomésticos, móveis, cosméticos, produtos de higiene e material esportivo, que se propõem a oferecer descontos aos consumidores.

Em Rio do Sul, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) incentiva os empresários a participar. Segundo o presidente da CDL, Francisco Cardoso, cerca de 100 lojas já aderiram e o número ainda pode aumentar. “É uma oportunidade de fortalecer a economia com segurança e voltarmos ao novo normal. Aproximadamente 100 empresas já estão participando e o número ainda deve aumentar nos próximos dias. Um movimento de incentivo que vai criar uma nova realidade e celebrar a retomada responsável da economia e dos empregos.”, afirma.

Para o proprietário de uma loja no setor de calçados, Rafael Hafemann Moser, a Semana do Brasil é uma forte iniciativa para unir comerciantes da cidade e fazer com que a economia tenha um giro maior. “A Semana do Brasil é uma iniciativa nacional que a CDL aderiu para estimular os lojistas de Rio do Sul a participar, e nós resolvemos aderir também, porque acreditamos que é o momento que a gente precisa se unir para voltar a movimentar a nossa economia e acredito então que é uma data importante e uma semana que a gente vai estar oferecendo descontos e vantagens reais para os clientes virem comprar. A CDL contribuiu com a parte de cartazes e balões para evidenciar essa exposição das lojas participantes e com isso esperamos ter um incremento nas vendas e espero que a gente consiga dar um animo a mais nas pessoas e na cidade”, destaca.

Jaciane Testoni é proprietária de uma loja de roupas no centro da cidade. Ela afirma que a campanha deve melhorar as vendas. “A gente aderiu para fortalecer a economia com todos os cuidados de prevenção à covid, estamos com bastante promoções nesta semana e também o mês inteiro. No final do mês vamos ter a Feira Ponta de Estoque que vai ser feita diretamente na loja e vamos ter mais promoções e assim as vendas devem aumentar”, completa.