Política
Foto: Divulgação

Reportagem: Cláudia Pletsch

Na Câmara de Vereadores de Laurentino os trabalhos já iniciaram com sete indicações, capacitações internas e análise de três projetos do Executivo. O presidente, Gilberto Marçaneiro (MDB) falou em entrevista ao DAV que uma das principais áreas em que os legisladores devem atuar além da fiscalização é a agricultura.

Entre os projetos encaminhados pelo Executivo estão a definição do valor do maior benefício de Regime Geral da Previdência Social, a limitação da cobrança da taxa de Contribuição para o Custeio de Serviços de Iluminação Pública (Cosip) para alguns terrenos, e referente a tributação fixa do ISS no município, solicitando para que sejam cobrados valores aproximados aos dos municípios vizinhos.

Gilberto Marçaneiro disse que na sessão realizada no dia 8 desse mês o projetos foram lidos e cada vereador apresentou uma indicação. Entre as indicações apresentadas estão a construção de pontos de ônibus em duas localidades, deslocamento de lombadas, conserto e construção de calçadas além da contratação imediata de um diretor de esportes. “Na primeira sessão já era para ter umas 40 indicações mas eu limitei para que cada vereador apresentasse uma e assim se tornasse viável a análise delas. Com relação aos três projetos encaminhados pelo Executivo nós lemos a mensagem nessa sessão”, explica.

Como a grande maioria dos vereadores são nomes novos e que ainda não faziam parte do Legislativo em anos anteriores, Gilberto ressalta que muitos ainda estão passando por um processo de adaptação e que recentemente passaram por uma capacitação interna com o auxílio do setor jurídico.

Sobre o principal setor onde devem atuar, o presidente conta que a agricultura terá um foco especial na busca por recursos já que o município é fundamentalmente composto pela agricultura familiar. “A gente tem bastante projetos para a agricultura e serviços urbanos pois nossa cidade é pequena mas sempre tem muitas coisas a melhorar”, comenta.

Os trabalhos de fiscalização são intensos. Gilberto conta que diariamente muitas pessoas procuram os vereadores com pedidos principalmente para fiscalizar principalmente algumas obras. “Na verdade eu vou te falar que tem bastante gente procurando por fiscalização, pedindo para ver o funcionamento de vários setores, essas empreiteiras que realizam algum serviço para o município e acabam deixando alguma obra mal acabada por exemplo”, justifica.

Uma das novidades é o retorno das sessões com portas abertas ao público. O vereador diz que a capacidade máxima será de 20% de lotação e que as sessões continuarão sendo transmitidas ao vivo, mas que para aqueles que desejam comparecer pessoalmente as portas já estarão abertas.