Política
Foto: Helena Marquardt/DAV

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

Em entrevista ao Diário do Alto Vale nesta segunda-feira (12), o prefeito de Rio do Sul José Thomé declarou que os senadores mandam no Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit) e que a única solução para os problemas da BR-470 na região é eleger um representante do Alto Vale.

Para ele a situação da rodovia está insustentável e é inadmissível aceitar que o órgão tenha deixado vencer até mesmo o contrato de manutenção. Ele destaca que pelo que explicou o superintendente do Dnit em Santa Catarina, Ronaldo Carioni, a licitação para consertos paliativos deve ocorrer só em agosto e os serviços não iniciam antes do final do ano se não houver um contrato emergencial.

“Os senadores mandam no Dnit, essa é que é a verdade e o Carioni deixou muito claro na reunião. Eles nomearam um novo chefe de manutenção da rodovia lá de Joaçaba, porque é indicação de senador. Por isso que eu digo que o Vale do Itajaí tem que se mobilizar para ter um senador da república. Temos apenas dois de Florianópolis e um de Joaçaba. Nesse cenário não temos representatividade para discutir qual obra macro de mobilidade, de infraestrutura”, disse.

Ele citou ainda que a licitação para o viaduto da BR-470 em Rio do Sul foi feita no modelo RDCI, um formato no qual as empresas não têm acesso ao valor proposto, o que acabou fazendo com que a licitação resultasse fracassada. “Eles não têm nem projeto pronto e querem ter valor em obra. Onde já se viu recurso público ser secreto? Ainda quiseram me convencer que era a forma correta, mas na verdade é um absurdo, uma vergonha”.

Ele ressaltou que o encaminhamento mais valioso para melhorar as condições da BR-470 e outras obras estratégicas é optar pelo voto regional. “Nós do PSD teremos candidato a deputado estadual e federal do Alto Vale. Se o PSD não tiver a federal eu farei campanha para alguém de outro partido, não farei mais campanha para ninguém de fora. O Vale do Itajaí também precisa ter um senador da república, alguém com representatividade em nível federal e o caminho é a união política em prol de um projeto”.

Segundo o prefeito, o Vale já teve cinco deputados estaduais e três federais, hoje esse número caiu para dois estaduais e um federal e essa queda na representatividade traz resultados em obras como a BR-470. “O resultado está aí, os caras não conseguem fazer milagre e temos que agradecer aquilo que temos, mas não podemos nos contentar com tão pouco”.

Projeto maior para Milton Hobus

Thomé declarou ainda que gostaria de ver o deputado Milton Hobus num projeto político maior. “Penso que ele tem competência para isso, é um político que tem visão de longo alcance, experiência adquirida e seria um nome ideal para ser candidato a governador, vice-governador, deputado federal ou senador. De todos que se apresentam em todos os níveis partidários ele é um nome acima da média e construir isso para mim já é uma palavra dada dentro do partido”.