Cidade
Foto: Divulgação

Reportagem: Helena Marquardt

Representantes do setor entregaram nesta quinta-feira (17) ao prefeito de Rio do Sul José Thomé, um requerimento pedindo a liberação de eventos na capital do Alto Vale. No documento eles apresentam protocolos de segurança, que segundo eles, garantiriam uma volta segura.
Segundo a fotógrafa, Cris Kahl, este é mais uma passo da série de movimentos definidos pelos mais diversos prestadores de serviços do ramo, que sofrem com a proibição dos eventos há mais de seis meses e tiveram sua renda impactada drasticamente. “Sabemos que quem decide é o Governo do Estado que sinalizou que amanhã haverá um decreto que trata dessa liberação de algumas coisas do setor, mas já estamos adiantando as negociações com o Município apresentando as propostas de protocolo de retomada e assim que Santa Catarina liberar já estamos com isso pronto”, comentou ela.
O requerimento foi entregue ao prefeito José Thomé, ao secretário de Desenvolvimento Econômico e Empreendedorismo, Paulo Fiamoncini, na presença do procurador jurídico do Município, Jairo Welmuth, e da assessora jurídica do setor, Fabiana Linhares.
A reunião contou com a presença de metade dos membros da Comissão eleita após a manifestação realizada nas escadarias da Catedral São João Batista no sábado (5). No encontro, além do requerimento eles mostraram para as autoridades que já teriam três protocolos prontos para eventos com segurança rigorosa em todas as suas modalidades, desde uma pequena recepção caseira até uma formatura de ensino superior. “Estamos prontos e precisamos deste apoio do poder público. Hoje, completamos seis meses sem poder trabalhar” ressaltou o membro da comissão Adair Osires da Silva.
Cris Kahl diz ainda que a próxima ação do grupo será uma explanação na Câmara de Vereadores na sessão de segunda-feira (21).