Sem categoria

O Sindicato da Indústria da Cerâmica Vermelha (Sindicer), que tem sede em Rio do Sul, recebeu na sexta-feira (19) uma homenagem da Federação de Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc). O Mérito Sindical é pelos 30 anos de associação à Federação e pela contribuição do sindicato no desenvolvimento da indústria da região. “Eles fazem uma verificação de como estão os associados e esse ano fomos agraciados com uma homenagem pelos 30 anos de parceria”, resumiu o vice-presidente do Sindicer, Sandro Tavares Santos, que recebeu o Mérito Sindical em uma cerimônia, em Florianópolis.

Na oportunidade, o presidente da Fiesc do Alto Vale, Lino Rohden, parabenizou o sindicato. “Nota-se claramente a importante função que o sindicato desenvolveu junto aos ceramistas para melhorar a qualidade dos produtos e padronizar os processos. Isso está ajudando não só a região, mas todo o estado e também o país, pois trata-se de um trabalho pioneiro”, declarou Rohden.

Para Santos, a homenagem foi um importante marco na história do sindicato. “Para nós foi uma honra porque participamos da associação com várias utilizações da Federação, no Senai, o Sesi, o IEL, que ajuda as empresas e é importante manter essa parceria”, disse o vice-presidente.

O Sindicer tem sede em Rio do Sul, mas cobre várias cidades. Segundo Sandro, na região do Alto Vale são cerca de 20 empresas do segmento, a maioria delas sindicalizadas. Já em toda a área do sindicato, são mais de 100 empresas. “Nossa sede fica na cidade de Rio do Sul e estamos no Vale do Rio Tijucas e Vale do Itajaí, compreendemos todo o Vale até o Alto Vale. Em toda essa região tem em torno de 100 a 120, mas associadas ao Sindicato têm em torno de 60”, explicou.

Segundo Sandro, com a recessão algumas empresas de cerâmica vermelha da região acabaram fechando, mas o mercado tem resistido. “O mercado da construção civil está passando uma crise, assim como todo o Brasil, e nós estamos reagindo. Não está fácil para ninguém, mas estamos tentando melhorar, inovar, e resistir e suportar essa crise”, apontou. Em outubro o sindicato completará 35 anos de fundação. Cerca de 50 indústrias estão associadas ao Sindicer, que tem como objetivos congregar as empresas, defendendo seus interesses, promovendo estudos, coordenação, orientação e assessoramento em diferentes áreas. Os associados contam também com convênios, serviços, pesquisas e eventos.

Outra área de atuação do sindicato é a comunicação empresarial com a realização do Seminário da Cerâmica Vermelha, Feira de Exposição de Máquinas e Equipamentos. Também são promovidas missões e visitas técnicas em eventos nacionais com o intuito de formar novas perspectivas para as empresas.

Suellen Venturini


Últimos preparativos para a Festa do Leite em Presidente Getúlio

Gavazzoni deixa a Secretaria da Fazenda e Colombo lamenta a saída

Expedição repleta de aventuras contempla Serra Mirador

Falece ex-vereador de Mirim Doce, Eugênio Goetten de Lima