Alto Vale

Nesta sexta-feira (24), às 19h30, acontece o primeiro encontro de conscientização sobre autismo no município de Taió. O evento é gratuito e destinado aos pais, professores e profissionais que lidam com pessoas que sofrem desse transtorno e desejam trocar experiências. À frente deste bate-papo, estará a presidente e fundadora da Associação de Pais e Amigos do Autista do Litoral Catarinense (AMA Litoral) e presidente da Associação Catarinense de Autismo (ASCA), Cátia Cristiane Purnhagen.

De acordo com a fonoaudióloga e uma das organizadoras do evento, Cinthia Eble Keske, a palestrante foi escolhida por conta da sua trajetória de vida e também por ser taioense. Cátia – que tem um filho autista – deverá liderar uma troca de experiências entre as pessoas presentes, além de promover a conscientização sobre o tema. “Como nós temos um grupo de apoio aos pais com crianças com autismo, resolvemos fazer esse encontro para unir os pais e professores. A ideia de convidar a Cátia veio porque ela tem uma trajetória de bastante tempo com o autismo. Ela é mãe de um autista, e por isso se engajou na causa”, explica a fonoaudióloga.

Apesar de esta ser a primeira vez que um encontro de conscientização sobre autismo acontece, em 2015 Taió já havia sediado um seminário regional acerca do tema. Segundo Cinthia, a necessidade de promover esses eventos surgiu com a demanda crescente de consultas solicitadas para quem sofre desse transtorno. A fonoaudióloga ainda diz que, como profissional, o seu papel é ajudar essas pessoas a se comunicarem melhor. “A minha parte é ajudar na questão da comunicação, trabalhar o desenvolvimento da linguagem e adequar a comunicação dessas crianças”, ressalta.

Público esperado

A organizadora confessa que ficou surpresa com a repercussão do evento. A Câmara de Vereadores do município tem capacidade para 100 pessoas, número de vagas que devem ser preenchidas facilmente. “Como o evento é gratuito e não precisa fazer inscrição, ele é aberto para todo mundo. Se alguém da região [do Alto Vale] quiser vir será muito bem-vindo, mas a gente não tinha ideia de que realmente teria essa repercussão”, conta.
Além de promover a conscientização, o encontro também servirá para unir forças entre pais, professores e profissionais que lidam diariamente com o autismo. Segundo a fonoaudióloga, “é para mostrar a força, conscientizar os pais, trazer informação, e até para construir uma ponte com a AMA para trazer alguma coisa aqui para o nosso Alto Vale”.

Dia Mundial de Conscientização do Autismo

O evento foi elaborado por conta do Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, que é comemorado no dia dois de abril. A iniciativa é do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), Prefeitura de Taió e Secretaria de Saúde.

Carolina Ignaczuk