Alto Vale

Um milagre. É assim que a família de William Sergio Pereira, 21 anos, explica a história do jovem que passou 42 dias internado e chegou a ficar em coma, mas voltou para casa na quinta-feira (15). Quem o vê rodeado de amigos agora, mal consegue imaginar de há alguns dias ele estava em coma, em estado grave no hospital. De acordo com o relato da mãe, Édina Pereira, William começou a sofrer com algumas convulsões e foi internado, em maio, no Hospital Regional Alto Vale.

 

O jovem foi atendido por neurologistas, mas, segundo a família, os médios não conseguiram detectar exatamente o problema de saúde de William. Ele foi induzido ao coma e permaneceu vários dias na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) para exames e tratamento. Quando, alguns dias depois de pararem as crises convulsivas, a medicação foi retirada, foi a hora da família esperar. A mãe dele lembra que foram dias de sofrimento e apreensão vivido pela família e amigos, até que ele despertou, no dia 5 de junho. “Nosso guerreiro despertou lentamente e dia após dia foi nos surpreendendo com cada demonstração de melhora”, contou a mãe, Édina Pereira.

 

Para ela, a oração e a torcida dos amigos foi essencial para a recuperação do filho. William frequenta uma igreja evangélica em Taió, a Assembleia de Deus, e participa de um grupo de jovens e todos deram força para a família neste momento delicado colocando a fé em prática e, em nenhum momento, desistiram de acreditar na recuperação do jovem. “Pelo resto da vida eu vou agradecer a Deus pelo milagre na vida do meu filho. Foram muitos dias de lágrima de desespero, dias de muita súplica e com certeza é uma vitória muito grande”, disse Édina.

 

William ainda teve que passar o aniversário de 21 anos internado, mas que foi comemorado por amigos e família, porque o jovem já apresentava sinais de melhora. Depois de acordar e sair da UTI, William recebeu a visita de amigos e da família e mesmo debilitado demonstrava bom humor e esperança de se recuperar, de acordo com o relato da família. Ele ainda ficou alguns dias internado no quatro para recuperação, mas saiu do hospital sem sequelas de qualquer doença. Comovida com a história de superação do filho, a mãe deixou uma mensagem para quem está em situação parecida: “nunca deixar de acreditar”.

                                                                                                                                                                                                                                                 Suellen Venturini