Cidade
Foto: Divulgação

Foram 12 indicações, sendo 9 para o espetáculo ‘Benjamim filho da Felicidade’ e 3 para o espetáculo ‘O que só passarinho entende’.Benjamim filho da Felicidade ganhou os prêmios de Melhor Qualidade Artística, Melhor Canção Original por “Passa o Tempo”, dos compositores Rodrigo Fronza, Thiago Becker e Luiza Nicoletti e Melhor Trilha Sonora por Rodrigo Fronza.

Além desses, a Cobaia Cênica recebeu o prêmio de Melhor Companhia, concorrendo com trabalhos de companhias e grupos de todo o Brasil.

O Prêmo Cenym é uma honraria entregue anualmente pela Academia de Artes no Teatro do Brasil (ATEB), em reconhecimento à excelência de desempenho dos profissionais e espetáculos mais proeminentes do teatro brasileiro. É concedido anualmente através do voto do grupo de membros votantes da Academia, formado por atores, atrizes, diretores, cenógrafos, coreógrafos, figurinistas, iluminadores, sonoplastas, maquiadores, críticos e outros profissionais em atividade nos palcos de todo o país.

O Cenym foi iniciado como um evento local em 2001, em Sergipe, quando o ator, diretor, produtor, roteirista e crítico de teatro, Tom Williamson, teve a ideia de criar o prêmio como forma de incentivo para os artistas locais. Em 2007 ele decidiu ampliar o prêmio para todo o país e então surgiu a ideia de criar uma Academia e reunir membros para votar e definir os indicados e vencedores de cada edição, no entanto, a premiação permaneceu com o formato local até 2010, quando passou a ser apresentada pela ATEB e se tornou oficialmente uma premiação nacional.

Atualmente a cerimônia de entrega das estatuetas ocorre tradicionalmente em novembro, celebrando as melhores realizações técnicas e artísticas do ano em 30 categorias.