Alto Vale
Foto: Régis Chrystian da Silva/Divulgação

Reportagem: Claudia Pletsch/DAV

Uma tecnologia desenvolvida por uma empresa que tem filial em Rio do Sul vem sendo uma aliada no combate ao coronavírus e já é usada no estado. A Cabine Auxiliar de Proteção com Névoa Ozonizada (CAP 03) faz a desinfecção por água ozonizada que é aplicada através de spray em névoa a cada pessoa que entra num determinado local. Ela também conta com painel digital de aferição de temperatura e detecção do uso de máscara, além de tapete sanitizante e dispenser de álcool em gel.

O equipamento que é parecido com os túneis de desinfecção existentes no mercado é um projeto da empresa Minister em parceria com o Escritório de Engenharia Projeto A, e promete ser ainda mais eficaz que os túneis convencionais por ser compacto, com geração de névoa controlada e saturação de ozônio dimensionado.

Antes de passar pela máquina o cliente aproxima o rosto do painel digital, que faz a aferição da temperatura e confere a utilização de máscara, após passar pelo tapete sanitizante o cliente entra na máquina que libera a névoa de água ozonizada para desinfecção das roupas e calçados.

Segundo o técnico do projeto, Régis Chrystian da Silva, responsável, a solução não é tóxica, não tem cheiro e todos os produtos utilizados são certificados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Além disso ele ainda ressalta que o equipamento esteriliza a superfície sem molhar “Nosso equipamento não molha as pessoas que passam por ele, mas sim aplica uma fina camada de microgotículas de água saturada em ozônio capaz de liberar radicais livres de peróxido de hidrogênio e hidroxila, o que esteriliza a superfície atingida” explica.

O objetivo do projeto é a instalação em academias, restaurantes, clínicas e comércio em geral promovendo a desinfecção de quem utiliza o ambiente auxiliando no combate à proliferação do vírus. A primeira unidade foi instalada em um restaurante no centro de Itajaí e o proprietário, Milton Goetten, conta que a experiência tem sido muito positiva “O resultado da instalação da máquina foi muito positivo não só pela sensação de segurança, mas pela segurança realmente. As pessoas ficam 10 segundos na cabine e a descontaminação é de 97%. De uma forma geral tem sido muito bacana, tem gente que procura o restaurante só para passar pela cabine, o nosso público aqui é mais jovem e eles tem gostado bastante da novidade”, conta.

As cabines estão sendo comercializadas em modalidade de locação.