Cidade
Foto: Arquivo/DAV

Ampliando as ações de desenvolvimento econômico e uma série de programas que estimulam a geração de novos empregos, a Prefeitura de Rio do Sul por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e em parceria com o Sebrae lançam na quarta-feira (15) a terceira edição do programa Cidade Empreendedora.

O lançamento ocorre em uma reunião marcada para as 19h30 no Jardim América Casa de Eventos, que fica no bairro Bela Aliança. O evento é fechado a convidados e respeitará todos os protocolos sanitários necessários por causa da pandemia da Covid-19.

Para esta etapa do programa, diversas ações estão previstas, como melhorias nos processos e programas que ocorreram na segunda edição. O Plano Municipal de Turismo, por exemplo, que foi lançado em maio, ganhará mais ações integradas visando promover a área dentro do município. Além disso, haverá modernização de outros programas, relacionados a compras públicas e ações e processos de crescimento sustentável visando facilitar o crescimento econômico local.

Conforme o secretário de Desenvolvimento Econômico de Rio do Sul, Paulo Fiamoncini, Rio do Sul foi a primeira cidade do Estado a aderir ao programa e é a primeira a chegar a terceira etapa com excelentes números. Entre eles os constantes números positivos de geração de empregos e de abertura de empresas, que tem quase 10 mil pessoas jurídicas em funcionamento atualmente, além da melhora na arrecadação.

Esses números refletem diversas ações que vêm sendo realizadas desde 2017, como desburocratização de processos, acompanhados de outros programas lançados na segunda etapa, como o Programa Aceleradora MEIs e o Programa Mais Empresas, que apresentou diferenciais competitivos para atrair investimentos para Rio do Sul e estabelecer estratégias em momento de crise para os negócios.

O prefeito José Thomé ressaltou que todas as etapas do programa fazem parte de uma série de ações integradas que estimulam o empreendedorismo, refletindo diretamente nos números positivos que o município vem alcançando nos últimos anos. “Esta terceira etapa vem para consolidar e melhorar os processos anteriores, traçando novas perspectivas de modelos de negócios, visando sempre fortalecer e melhorar a economia local, gerando mais empregos e renda para Rio do Sul”, comentou.