Cidade
Foto: Alan Garcia

Reportagem: Helena Marquardt/DAV

O prefeito de Rio do Sul, José Thomé, anunciou nesta quinta-feira (10) em entrevista ao DAV a compra de agulhas e seringas para vacinação contra a covid. O intuito é que a cidade esteja preparada para quando a vacina for enviada pelo Ministério da Saúde e que a população possa ser imunizada o mais rápido possível.

Sobre a situação da pandemia ele afirma que tem lutado para a habilitação de novos leitos na região, tem investido em mutirões de testagem e afirmou que a prefeitura da capital do Alto Vale já assegurou a compra de 20 mil agulhas e 30 mil seringas necessárias para a vacinação. “Para que tão logo seja feita a distribuição da vacinação e Rio do Sul já possa sair na frente. Outra ação que já estamos encaminhando é a compra das conservadoras de vacina para 11 salas de vacinação e faço questão de dizer que temos um valor de R$ 2,5 milhões para caso haja necessidade de o município aportar recursos para a compra das vacinas”, informou.

Avaliação das eleições

Na entrevista, José Thomé (PSD) ainda falou sobre o resultado das eleições e destacou que desta vez elas foram diferentes.  “Tivemos cinco candidaturas, um número histórico e penso que isso amplia o debate, o que a gente chama de democracia de fato. Eram vários perfis e a população teve a oportunidade de observar bem, ao longo da campanha a postura dos candidatos. Buscamos fazer uma campanha focadas em propostas, com plano de governo possível de ser executado e não ideias mirabolantes e a população escolheu pela continuidade do nosso trabalho.”

Ele afirma que a parceria com Karla Fernanda Bastos Miguel, eleita vice-prefeita, foi para somar forças.  “Vem a abrir portas para Rio do Sul junto a deputados estaduais e federais, como o Jerry e o Peninha, o senador Dário Berger e o deputado Milton Hobus, aumentando nosso leque de possibilidades de trazer mais recursos, obras, ações e politicas públicas”, disse.

O político comentou que o segundo mandato terá uma administração enxuta e que a intenção é fazer mais com menos.  “Certamente muita coisa boa há por vir e muitas já estão bem encaminhadas. Teremos quatro anos de muito trabalho”, disse.

Entre as obras previstas está a instalação de um grande complexo de saúde no antigo prédio do Fórum, que vai abrigar uma nova unidade de saúde, a construção de uma nova policlínica e com isso a ampliação do Hospital Regional e da Renal Vida. No setor do esporte ele cita a construção do novo ginásio que já tem os recursos assegurados, a nova ponte do acesso Leste que custaria cerca de R$ 10 milhões e ofereceria uma nova rota, outra ponte que ligaria o bairro Canoas ao Budag, revitalização da Alameda Bela Aliança e pavimentações de diversas ruas, entre outras obras.

Secretariado

Questionado sobre a definição do seu secretariado para os próximos quatro anos o prefeito ressaltou que os nomes estão sendo definidos e revela que haverá algumas mudanças até pela eleição de duas vereadoras que ocupavam pastas em seu governo. “Tivemos a Sueli de Oliveira eleita, que está sendo substituída na Saúde pela Roberta, e no Desenvolvimento Social a Danielle Zanella, onde agora temos a Cida Pandini fazendo um excelente trabalho. Também fizemos o convite para a doutora Cínthia [Cinthia Beatriz da Silva Bittencourt Schaefer], desembargadora do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, e ela aceitou, mas tem o processo de encaminhamento da sua aposentadoria, o que pode demorar alguns meses então nesse período estamos avaliando como vai ficar a secretaria. Nas demais temos um bom quadro de pessoas trabalhando ” , finaliza.