Cidade
Foto: Divulgação - Uma das empresas beneficiadas com o Programa Saúde do Trabalhador

Em avaliação do ano de 2017, o prefeito de Rio do Sul, José Thomé (PSDB), disse que cerca de 60% do plano de governo já foi cumprido e que está feliz pela efetividade. Contudo, segundo ele, esse não foi o ano das grandes obras, mas houve bastante produtividade.

Thomé comenta que houve reforma administrativa, com redução de quatro secretarias e mais de 40 cargos comissionados, trazendo uma economia bastante significativa para a administração.

Estradas e obras

No total, 23 ruas tiveram trabalho de pavimentação e recuperação, algumas já estão prontas e outras em andamento, com investimento total de quase R$ 5 milhões. Thomé lembrou da construção do trevo na rua Ruy Barbosa. Além disso, foram investidos mais de 3,5 mil metros cúbicos de asfalto, totalizando pouco mais de R$ 1 milhão em recursos para tapa-buracos.

Ao todo, dois mil metros de tubulação foram instalados. Além disso, foram abertas três vias trans-enchentes, como também, obras diversas, como praças e parques, onde foram utilizados cerca de R$ 3 milhões.

Educação e Desenvolvimento

Em 2017, foram inaugurados dois Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), um Centro de Qualificação Profissional em parceria com a Obra Kolping e um Centro de Educação Infantil.

Em parceria com o Sebrae, a Prefeitura disponibiliza o curso Cidade Empreendedora. Hoje há também “Rio do Sul em Números”, que permite caracterizar os recortes territoriais com toda a questão socioeconômica do município.

No total, o valor de investimento do ano em educação quase alcançou os R$ 7 milhões.

Saúde

Estão sendo executados os mutirões de saúde nos fins de semana, foi dobrada a capacidade de atendimento ao programa Saúde do Trabalhador, com seis mil atendimentos nesse ano, e houve a aquisição de um equipamento de ultrassom.

Agricultura

Foi aberto nesse ano o Centro Agropecuário, localizado em uma área da Prefeitura de 28 hectares que estava sem utilidade. Em parceria com o Instituto Federal Catarinense, foi desenvolvido um centro de pesquisa em piscicultura que beneficia toda a região do Alto Vale.

A cidade conta também com a Casa Familiar Rural, onde se tem um curso de técnico em agronegócios, com cerca de 30 estudantes.

Cultura

Foram feitas mais de 60 ações culturais, entre shows, eventos, orquestras, apresentações artísticas e culturais, manutenção do edital de incentivo à cultura, Feira do Livro, entre outras. “São ações muito estratégicas e abrangentes, como a vinda do Gabriel Pensador à cidade”, completa.

Esporte

Na área do esporte, o destaque fica por conta da 14° Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc). “Fazia dez anos que um evento de reflexo estadual não acontecia na cidade”. Além disso, ano que vem a cidade será sede dos Jogos Abertos da Terceira Idade, que atrai mais de 3,5 mil atletas, e isso ajudará na economia do município.

A Fundação Municipal de Esportes (FMD) realizou dez edições do “FMD nos Bairros”, um projeto que leva para bairros carentes algumas modalidades como judô, karatê, badminton, futebol de campo e quadra e basquete, utilizando as estruturas de esportes já existentes.

Mais de dez atletas do município recebem bolsa mensal de apoio financeiro. São atletas de alto rendimento, que têm compromisso em colaborar com a sociedade através de palestras e ensino em escolinhas.

Projetos 2018

O governo do Estado já garantiu R$ 500 mil para a abertura do Centro de Oncologia em janeiro, até que o processo de habilitação e credenciamento ocorra junto ao Ministério da Saúde.

A administração tem alguns projetos de obras estratégicas, como a revitalização da Estrada Blumenau e também uma rótula na frente da rua Luiz Ledra. O projeto ficará pronto até final de dezembro e tem como meta licitar até março, esperando o Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam 2) para realização da obra.

Há a ligação do bairro Bela Aliança com a BR 470, através de uma ponte. O Ministério das Cidades já homologou essa obra, prevendo investimentos de cerca de R$ 16 milhões. Com isso haverá a pavimentação e reurbanização do bairro Navegantes, pois a ponte vai desembocar nele.

Toda a reurbanização do bairro Canoas está sendo planejada e há também a proposta de fazer um binário, com entrada na rua Dom Pedro II e saída na rua Imperatriz Leopoldina. Isso também já foi homologado no Ministério das Cidades.

Em janeiro será feito o projeto para pavimentação de valadas importantes, como: Estrada do Bom Fim, Estrada Geral Albertina, rua Leandro Stedile, no bairro Itoupava, Ribeirão do Tigre, no bairro Barra do Trombudo, rua Gustavo Hasse, no bairro Bela Aliança e Valada São Paulo.

Há também os serviços no muro de contenção da rua Ruy Barbosa, conclusão do muro da rua Oscar Barcelos e a Galeria da Carlos Gomes, que tem o início das obras projetado para maio.

Thomé agradece a todos os deputados que apoiaram tanto com verba ou em parceria o município, em especial ao senador Paulo Bauer (PSDB), João Paulo Kleinübing (PSD), deputada federal Geovania de Sá Rodrigues (PSDB), deputado federal Marco Tebaldi (PSDB) e deputado estadual Milton Hobus (PSD).

Elisiane Maciel