Cidade
Foto: Helena Marquardt/DAV

Repostagem: Helena Marquardt/DAV

Em função da pandemia de coronavírus, os dois últimos réus presos na Operação Curupira, que ainda permaneciam no Presídio Regional em Rio do Sul, foram soltos nesta quarta-feira (18). O ex-secretário de Infraestrutura da Prefeitura de Rio do Sul, Aldonir Xavier, e o ex-servidor Tarcísio Testoni tiveram a prisão preventiva revogada e vão responder em liberdade.

A soltura foi confirmada pelo diretor do presídio, Eduardo Weber Xavier. Apesar da liberdade os réus precisam cumprir uma série de medidas impostas pela justiça, entre elas não ter contato com as testemunhas do processo, que deixa de ter regime de urgência. O DAV não conseguiu contato com os advogados de defesa dos dois para comentar o caso.

Há alguns dias, outros sete réus do processo que ainda permaneciam presos também foram liberados: Anderson Goral, Juliano Goral, Walter Reichert, Rodrigo Reichert e Nilzon Reichert, que estava em estava em prisão domiciliar.

Operação Curupira

A operação Curupira, deflagrada no dia 10 de setembro pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), em apoio à 5ª Promotoria de Justiça da Comarca de Rio do Sul apura crimes contra a administração pública e meio ambiente. Na época foram cumpridos 28 mandados de busca e apreensão em Rio do Sul, Lontras, Ibirama, Aurora, Ituporanga, Taió e Salete.