Cidade, Saúde
Foto: Divulgação

A reativação da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusiva para pacientes diagnosticados com o novo coronavírus do Hospital Regional de Rio do Sul continua sendo miotivo de discussão entre a diretoria do HRAV e a prefeitura Municipal, mas a partir desta quarta-feira (11) os 10 leitos da UTI serão reativados. O anúncio foi feito pelo presidente da Fundação de Saúde do Alto Vale do Itajaí, Osmar Peters, durante coletiva de imprensa nesta terça-feira (10). A definição da manutenção deu-se ainda na sexta-feira (8), depois que o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, assegurou o pagamento enquanto o Ministério não homologar a prorrogação até 31 de dezembro, como já vem ocorrendo com outros hospitais catarinenses.

Osmar Peters voltou a alegar que pela portaria ministerial, a habilitação encerrou no dia 31 de outubro, já que no entender da diretoria ela seria retroativa  e abertura cocorreu em 27 de julho.. “O que importa neste momento é que o secretário, através do presidente da Federação dos Hospitais, Giovani Nascimento, assumiu o pagamento”.

Osmar ainda declarou  que como os pacientes internados na UTI Covid são de longa permanência, os que deram entrada na semana anterior vinham sendo transferidos para Ibirama, Timbó e Brusque, já que o prazo de desativação dos leitos era no último dia 9.

O diretor-técnico do Hospital Regional, Marcelo Vier Gambetta, adiantou que a escala da equipe que atuará na unidade já foi elaborada, garantindo a reabertura a partir desta quarta-feira às 7h. “Possivelmente reabra sem nenhum paciente, já que essa pessoa que se encontra internada está na UTI geral”, relata. Gambetta relatou ainda que a ala de enfermaria Covid do quinto andar foi desativada pela baixa ocupação, com os casos suspeitos ou confirmados sendo internados no sétimo andar.

O espaço vêm sendo motivo de um impasse entre direção da unidade e o Executivo. A diretoria do Hospital Regional de Rio do Sul alega que a Prefeitura Municipal não fez nenhuma mobilização junto a Secretaria Estadual de Saúde para que os leitos fossem reabilitados mesmo sabendo da data do encerramento do contrato.

Procurada pela reportagem a Assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal enviou nota na qual informa que solicitou por duas vezes a renovação da habilitação dos leitos de UTI Covid para o Hospital Regional Alto Vale. “Uma em 21 de outubro e outra em 3 de novembro e em ambas as situações o pedido foi negado pois o prazo de vigência da portaria 2.104 ainda não havia sido encerrado. Nesta terça-feira (10) a Secretaria de Saúde novamente encaminhou documentação à Secretaria Estadual de Saúde para a renovação da habilitação. O cadastramento junto ao Ministério é realizado pelo Estado”, dizia o documento.