Alto Vale
Foto: Divulgação

 

Jorge Matias

Helena Marquardt

 

Após o DAV retratar o drama de clientes do Alto Vale como Juliana Maria Caio, mãe de uma gestante que pagava os planos de saúde da Agemed há mais de quatro anos e teve o atendimento negado horas antes da cesárea, a comercialização dos planos de saúde e serviços de assistência médico-hospitalar da Agemed em Santa Catarina foram suspensos pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

 

A decisão de cancelar a comercialização de planos, foi publicada na Resolução Operacional de n. 2.482, de 2 de dezembro, e foi tomada pela diretoria colegiada da ANS. De acordo com o documento, a Agemed Saúde S.A. também teve a sua carteira de beneficiários alienada no prazo máximo de 30 dias, contados da data do recebimento da intimação.

 

Há algum tempo que a Agemed vinha sendo motivo de críticas dos beneficiários de seus planos de saúde em Santa Catarina. A situação financeira da empresa também era apontada como motivo da deficiência na assistência médica e hospitalar. A Agemed tem sede em Joinville, mas comercializa planos em todo o estado, inclusive no Alto Vale.

 

A reportagem tentou contato com a empresa, através de sua assessoria de imprensa para um posicionamento referente ao cancelamento da comercialização dos planos, porém não obteve resposta até o fechamento desta edição.