Política
Jorge Matias/DAV

 

Jorge Matias

 

A Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Lontras está promovendo mudanças que implicam diretamente na forma como são realizadas sessões. De acordo com o presidente da Casa, Glauco Kühl (PL), as ações estão focadas em três pontos com a intenção de gerar mais transparência, sustentabilidade e agilidade para o Legislativo.

 

Kühl acredita que não existe fórmula mágica para uma boa gestão. Formado em administração e jornalismo, o vereador explica que um bom trabalho se faz com pessoas qualificadas.

“Não tenho vergonha de dizer que a Câmara de Lontras é uma das que mais gasta com diárias, nós estamos sempre investindo na qualificação do legislador”, afirma.

 

Além de investir no conhecimento, algumas mudanças estruturais também estão sendo promovidas, como é o caso da adoção de copos sustentáveis.

“Aderimos aos copos sustentáveis e todas as sessões contam com copos de vidro, e não plástico, como era antes. Essa ação gerou uma economia de um fardo de 100 copos por semana, sem contar o benefício ao meio ambiente”, comenta.

 

Outro tópico que vem sendo trabalhado é a transparência. Conforme Kühl, nas gestões anteriores, processos de licitação e nem dispensa não eram realizados, o que por lei não é permitido. O portal de transparência também está sendo periodicamente atualizado com o objetivo de esclarecer os gastos à população.

“Implantamos um sistema de ouvidoria em parceria com Controladoria Geral da União”, completa.

 

Em Lontras, a população recebe a cada quatro meses uma correspondência que esclarece os gastos da Câmara de Vereadores. O serviço é feito em parceria com os Correios.

“Nas residências do interior, a correspondência é entregue por um motoboy, já que o serviço dos Correios não abrange as localidades do município”, disse.

 

A instalação de um cronômetro para que cada vereador tenha um tempo limite de fala, foi uma das ações promovidas pela atual gestão. A digitalização de ofícios e o envio por aplicativo também vem facilitando o andamento das sessões.

“São mudanças simples que proporcionam um benefício imensurável, tanto aos vereadores como à população que tem a possibilidade de acompanhar o trabalho do Legislativo”, argumenta.

 

Eleitor do Futuro

 

No ano que vem Lontras vai integrar o programa “Eleitor do Futuro”, que é desenvolvido desde 2004 nas escolas públicas e particulares com o propósito de despertar nos alunos participantes, reflexões acerca dos seus direitos em um contexto social e interdisciplinar.

 

Conforme o presidente da Câmara, o grande desafio do programa será na inclusão social e política dos jovens.

“Eles terão participação na política de modo consciente, livre e democrático”, comenta.

 

O programa vai treinar alunos de 7 a 12 anos, por meio de atividades lúdico-pedagógicas, sobre a importância do voto para a consecução do bem comum. Além disso, adolescentes de 13 a 17 anos, também vão passar pelo aprendizado por meio de palestras e debates, acerca do seu papel de cidadão em uma sociedade democrática. A ação tem intuito de aumentar o número de jovens eleitores através do incentivo à participação política e ao voto.