Alto Vale
Foto: Divulgação

Reportagem: Rafaela Correa/DAV

O município de Vidal Ramos recebeu nota 9,68 no programa de financiamento da Atenção Primária à Saúde (APS). O resultado garante o direito à manutenção do recebimento integral das transferências da União referentes ao programa.

O cálculo é feito a cada quatro meses e se refere ao desempenho dos municípios brasileiros no novo modelo de financiamento de custeio da Atenção Primária à Saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Os sete indicadores atendem a quatro grupos de ações de Pré-Natal, Saúde da Mulher, Saúde da Criança e Condições Crônicas. Vidal Ramos obteve o melhor desempenho do Alto Vale e ficou com a 12ª colocação entre os 295 municípios catarinenses.

Com a boa classificação, a cidade terá o direito de manter o recebimento de transferências da União ligadas ao programa.
Para o secretário de Saúde, Rodrigo Tabarelli, os números mostram a dedicação por parte da Pasta. “Temos muitos motivos para comemorar e parabenizar as equipes de saúde pelo trabalho e empenho que vem sendo executado, isso reflete diretamente na qualidade e melhoria dos serviços prestados a nossa população”, destaca.

Ele explica que apesar de ter sido criado no final de 2019, em 2020 e 2021, todos os municípios recebiam um determinado valor, independente da nota, em razão da pandemia. Mas agora, o Ministério da Saúde está cobrando que as cidades cumpram metas em todos os indicadores reivindicados.

“Começou no final de 2019, no ano passado o Ministério ainda pagava 100% para todos os municípios em razão da pandemia, independente do resultado, mas já estão cobrando para os municípios começarem a se adequar, e a partir desse ano será cobrado. É uma reivindicação do Ministério e todos os municípios precisam alcançar os indicadores. Uma forma de financiar os municípios e distribuir o dinheiro”, esclarece.
Rodrigo conta que o Ministério também exige que um sistema seja alimentado de acordo com o cumprimento das ações para que tenham conhecimento e possam elaborar a nota.

“Hoje o dinheiro que o Ministério da Saúde vai passar aos municípios é um cálculo feito em cima de indicadores, então a gente precisa cumprir algumas metas para receber o recurso. Quanto maior a meta, maior o recurso. A cada quatro meses é feita a divulgação do desempenho e esse resultado é uma avaliação dos últimos meses do ano passado. Em cima desses indicadores é feita a avaliação e os municípios recebem o resultado. Vidal Ramos ficou em primeiro, com a nota 9,68 e em 12º em todo o estado de Santa Catarina”, ressalta.

O secretário também destaca o comprometimento de toda a equipe que contribuiu para o município tivesse a melhor colocação entre os municípios do Alto Vale e uma classificação significativa diante de todas as 295 cidades de Santa Catarina.

“A gente chegou a esse resultado pelo comprometimento da equipe, fizemos capacitações, participamos de treinamentos, a gente tem uma empresa que nos presta assessoria e que nos auxilia bastante e fazemos o acompanhamento todos os meses para ver o que precisamos melhorar. Nosso objetivo é melhorar ainda mais”, finaliza.

Além de Vidal Ramos, Salete, Agrolândia e Lontras também receberam boas notas. Já os municípios de Ituporanga, Rio do Sul e Chapadão do Lageado tiveram os piores resultados de toda a região do Alto Vale.