Cidade
Foto: Divulgação.

Toda manipulação de alimentos requer cuidados básicos para garantir a segurança alimentar e prevenir riscos à saúde dos consumidores. Os cuidados com a higiene são fundamentais para controlar a contaminação, evitando a formação de bactérias e problemas de intoxicação e doenças relacionadas ao consumo dos alimentos.

Por esse motivo, a Vigilância Sanitária de Rio do Sul, realiza a cada dois meses, o Curso de Manipulação de Alimentos, que além de ser obrigatório para a liberação de Alvarás Sanitários, é gratuito.

A matrícula para quem se interessar pode ser feita através do site do Centro Universitário para o Desenvolvimento do Alto Vale do Itajaí (Unidavi), e conforme a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 216/2004, o curso deve ser feito periodicamente, cerca de uma vez ao ano, ou a cada dois anos.

“A legislação sempre muda, as coisas se modificam então a gente se atualiza e passa para eles”, diz a diretora do Departamento de Vigilância Sanitária e Epidemiológica, Nadir Marchi.

De acordo com ela, o objetivo principal do curso, é que seja cumprida a legislação de boas práticas em padarias, lanchonetes e restaurantes.

Quer receber as notícias no Whatsapp? Clique aqui

“A gente faz a vistoria em cima da legislação da RDC, onde se fala que tem que ter esse curso e ele é importante, porque a pessoa vai aprender sobre boas práticas de manipulação de alimentos, higiene pessoal, do ambiente e dos alimentos, sobre a rotulagem, o layout das instalações, que é o fluxograma linear, os principais microrganismos, perigos físicos, químicos e biológicos, como devem se portar os manipuladores de alimentos, como por exemplo com o uso de uniformes, higiene pessoal, entre outros”.

Ela conta ainda, que a Vigilância fornece as aulas práticas, que também são gratuitas, “por exemplo, nesta semana as aulas aconteceram no supermercado Nardelli onde vamos formar 30 alunos”.

Além de atender restaurantes e áreas afins, o curso também é direcionado à pessoas que trabalham em festas de comunidades. “O pessoal do bairro Itoupava já fez, o da Bela Aliança vai fazer, e todas as comunidades vão participar deste curso também”.

O curso é uma exigência para a liberação do Alvará Sanitário e se, depois de feito, na inspeção a Vigilância perceber que as pessoas não estão seguindo corretamente o protocolo, elas têm que fazer o curso novamente. “Até seguir corretamente as boas práticas”, completa.

Nadir finaliza dizendo, que o curso tem bastante procura por pessoas de todo o Alto Vale, até porque há algum tempo atrás, não era ofertado esse curso gratuitamente e o preço não era tão acessível.

“Já vieram pessoas de Imbuia, Lontras, Aurora… A gente dá prioridade para Rio do Sul, mas quando sobram vagas, é elencado outros municípios também. É um curso muito importante, que antes tinha, mas era pago e quase ninguém podia fazer, então a ideia veio a facilitar a vida de todos nós e trazer saúde e qualidade de vida à população. A Vigilância tem a função de promover a prevenção através das ações de fiscalização, com trabalhos preventivos em cima das inspeções que ela faz e tudo para o bem estar de toda sociedade”.

Elisiane Maciel