Cidade

Recentemente, um dos vice-presidentes nacional da Junior Chambers International (JCI), Taynan Mariano Costa, esteve em Rio do Sul para visitar o capítulo local da organização, que  está dentro da região de sua atuação. Além de Rio do Sul, Blumenau, Jaraguá de Sul e Joaçaba são assistidas por ele. Enquanto vice-presidente, sua atuação é baseada em aproximar as organizações locais da JCI Brasil, para que além de suas atividades a nível regional, os membros atuem de forma global conforme os pilares da instituição.

“O meu trabalho é conversar com as organizações sobre o que acontece na JCI Brasil, aproximar as decisões que são tomadas a nível nacional com as ações que acontecem aqui. E fazer também o caminho inverso, levar para o nível nacional o que está acontecendo aqui, seja para fazer benchmarking, apoiar outras organizações locais, falar dos eventos, desenvolver networking”, explica Taynan.

O vice-presidente nacional, que reside na capital do estado, Florianópolis, destaca ainda o desenvolvimento do capítulo de Rio do Sul, que segundo ele, “desde sempre é uma das líderes da JCI Brasil”. Com 55 anos de atividades ininterruptas, a JCI local é uma das referências na formação de líderes e desenvolvimento de projetos em prol de sua comunidade, como o “Saúde da Criança” e o “Oratória nas Escolas” que já beneficiaram muitos jovens daqui.

A organização promove e participa de eventos para promover a integração entre seus membros e a disseminação de conhecimento em âmbitos importantes na formação de um líder. “Todo ano nós temos diversos eventos. Começa pelo encontro regional, que acontece anualmente em uma cidade diferente do estado. Também o encontro nacional, que este ano vai ser em São Bento do Sul, que é quando se juntam todas as organizações nacionais”, disse.

Este ano, uma novidade entrará no calendário da JCI Brasil, o “Brasil Partnership Summit”, que segundo o vice-presidente, é “basicamente focado em realizar parcerias, pois desde 2013 a JCI em nível global está se posicionando como a organização que vai unir os setores da sociedade”, e ainda salienta que “não tem hoje como a gente atacar um problema sem unir terceiro setor, setor empresarial e Governo. Para isso, foi adotado um evento que acontece todo ano na Organização das Nações Unidas (ONU), onde todos os parceiros mundiais da JCI se reúnem e discutem problemas e soluções, e agora estamos fazendo isso no Brasil”, contou o vice-presidente.

Em sua visita pelo Jornal Diário do Alto Vale, acompanhado do presidente da JCI rio do Sul, Marco Poffo, e do diretor de marketing da JCI Rio do Sul, Lucas Magneski, o vice-presidente nacional recebeu do diretor do DAV, Claudinei Silva, um exemplar do livro “Negocie Qualquer Coisa com Qualquer Pessoa”, do autor Eduardo Ferraz.

Concurso Interno de Oratória

Esta semana a JCI Rio do Sul promoveu seu Concurso Interno de Oratória, onde sete membros da organização subiram ao púlpito do plenário da sua sede para abordar temas pré-determinados, como Brasil, violência, empreendedorismo e JCI, onde foram avaliados por jurados da comunidade interna e externa à organização.

Leandro Shimitk, que discorreu sobre “Brasil”, foi eleito como o orador que irá representar Rio do Sul na etapa regional do concurso, que será realizada em Concórdia. Caso ele se sagre vencedor nesta etapa, seguirá para a etapa nacional, que ocorre em São Bento do Sul.

Airton Ramos